1 2 3 4 5 6 7 8|Índice| Biblioteca|Assinatura|Expediente|Cartas|Não tropece na Língua
Envie sua carta: horadopovo@horadopovo.com.br | hp@webcable.com.br


Maníaco da privatização, César Maia diz ter vontade de “administrar” Maracanã

Prefeito entreguista já doou Estádio de Remo da Lagoa, Marina da Glória e Riocentro e negocia com americanos ainda mais “concessões”

Após entregar o estádio de Remo da Lagoa, a Marina da Glória e o Riocentro (locais de disputa do Pan-2007), o prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (PFL), manifestou vontade de “administrar” o Maracanã. “O próximo governador, ou governadora, poderia transferi-lo à Prefeitura para que façamos as obras de forma para deixá-lo capaz de ser base da Copa de 2014”, declarou Maia, no início da semana.

O pefelista só não pode fazer com o grande símbolo do futebol brasileiro o que ensaia com o estádio Olímpico João Havelange. “O prefeito está conversando com um grupo empresarial esportivo norte-americano”, revelou o secretário Municipal Especial do Pan-2007, Ruy César. O grupo estrangeiro que Maia está “conversando” para privatizar o local onde serão realizadas as disputas do atletismo, orçado em R$ 255 milhões, é o Anschutz Corporation, conglomerado dono de vários clubes de futebol nos Estados Unidos.

Na Marina da Glória, local destinado para provas de vela, a Prefeitura renovou a concessão em mais 30 anos visando “a modernização para o Pan”. O Tribunal de Contas do Município pediu esclarecimentos sobre o porquê a Marina da Cidade foi a empresa vencedora da licitação. “A Marina da Cidade já possui um passivo a descoberto de R$ 2,7 milhões, sendo insolvente sob o ponto de vista contábil. Conforme a análise dos indicadores financeiros há de se indagar se a empresa administradora da concessão terá condições financeiras e interesse em implementar as melhorias previstas em cerca de R$ 40 milhões”, diz trecho do relatório do TCM.

O Ministério Público do Estado entrou com ação questionando as razões que levaram a Prefeitura a ter cedido, sem licitação à Glen Entertainment, o direito de reformar o estádio de Remo da Lagoa e construir seis salas de cinema e quiosques no local.

Voltar

Paginas: 1 2  3  4  5  6  7  8