Luiz Rocha
Itamaraty não reconhece difamação dos EUA sobre direitos humanos no Brasil

Sérgio Cruz
Serviçais queriam que Bush e Wall Street fizessem "política social"

Nathaniel Braia
Confêrencia com 40 países exige fim de bases ianques

Editorial

Jobim retirou sua candidatura à presidência do PMDB porque, como era público e notório, ele não tinha os votos necessários para escapar de uma goleada.

Mas responsabilizou o presidente Lula pela sua renúncia, o que, aliás, é bem do seu feitio.

Para ele, Lula estava obrigado não só a apóia-lo, mas a submeter toda e qualquer agenda com integrantes do PMDB à sua douta aprovação. Ou seja, o presidente da República deveria submeter-se a ele. Se não se submeteu, é culpado pela sua renúncia.

Para quem não prestou a devida atenção à trajetória do pequeno Hitler, desde quando ele se achava no direito de adulterar artigos votados na Constituinte e de humilhar um governador cassando-o por “crime eleitoral” a dois meses da conclusão do mandato, este é um aspecto revelador do seu caráter.

O fato é que, frustrado em seu intento de empalmar a presidência do maior partido do Brasil, o velho sabujo dos interesses dos monopólios internacionais rasgou a fantasia e mostrou os dentes. Só que, agora, na condição de página virada.

Michel ficou sozinho no páreo. Depois da grande batalha travada ao longo de anos no interior do partido pela afirmação da aliança estratégica com o PT e não com o PSDB, seria lícito supor que o PMDB estivesse maduro para eleger um presidente mais identificado com esse projeto do que Michel Temer, que declarou apoio a ele há pouco mais de três meses, após combatê-lo intensamente – porém, de frente.

A bobeira que acometeu os idealizadores da temerária aventura pára-quedista de Jobim inviabilizou essa alternativa. Bola para frente. A Temer, o nosso voto de confiança. Uma coisa é certa. O nome de Ulysses ele jamais escreverá com “i” ao invés de “y” se decidir homenageá-lo dando seu nome a uma chapa. 

Matérias da Edição de 09/03/2007

BC explicita sabotagem ao PAC mantendo os juros reais na lua

Szajman: “setor produtivo clama por juros menores”

Para o Iedi, pequeno desempenho da produção industrial em janeiro exige redução mais ousada dos juros

Skaf: “BC insiste em não se alinhar ao PAC” 

Arthur Henrique, presidente da CUT: Diretores do BC estão “atrapalhando o país”

Bira da CGTB: juros de Meirelles é a maior trava ao desenvolvimento

Preço cartelizado turbina lucro da Vale

CNI: juros altos comprometem o crescimento

Itamaraty não reconhece difamação dos EUA sobre direitos humanos no Brasil

Bush quer é nossas usinas de etanol nas mãos dos cartéis

Lúcio Alcântara diz que Tasso “é traidor” e se filia ao PR

Serviçais queriam que Bush e Wall Street fizessem “política social”

Saída de Jobim desobstrui via para a unidade peemedebista

Lula vai cobrar de Bush o fim das sobretaxas sobre o álcool exportado por nosso país

Berzoini: “é preciso aprovar logo financiamento público,  fidelidade e o voto em lista”

Chinaglia quer votar financiamento público e voto em lista até maio

Negociação do governo de Minas  provoca um rombo de R$ 10,7 milhões aos cofres do Estado

Apeoesp convoca levante contra o desmanche tucano no ensino

Sul-Americano: Seleção Canarinho Sub-17 estréia  domingo contra o Peru

Rodrigo Pessoa refuga mais uma vez o Pan

Mengão faz 4 a 1 no Madureira e ergue a Taça Guanabara

Judô brasileiro conquista título inédito na Supercopa do Mundo

A política higienista do PFL e o banco anti-mendigo de Kassab

“Diziam: Damiana, cê tá velha, vai aprender o quê? Mas é mentira, gente, nós podemos”

Entidades, governo e empresários se unem pela educação da mulher

Ilda: “A Escola é um lugar onde as mulheres se sentem acolhidas, com condições de discutir suas dificuldades”

Paraná ganha ação na Justiça contra uso ilegal do glifosato da Monsanto

Cartas

Conferência com 40 países exige fim de bases ianques

Tribunal do Equador destitui deputados golpistas e garante referendo popular

Assembléia Popular debate metas para a China

Rússia anuncia programa de aperfeiçoamento militar para enfrentar ameaças dos EUA

Resistência iraquiana queima a casa do fantoche-presidente

Milhares de afegãos cobram nas ruas: “Morte ao invasor! Fora as tropas da ocupação!”

Agustin Aguayo à Corte de Apelações: “A guerra no Iraque é imoral e errada”

Lewis ‘Scooter’ Libby é o boi de piranha para ocultar crimes de Cheney

“EUA fora do Iraque, já!” exige o PC americano

Venezuela e Irã assinam acordo e analisam ampliar com a inclusão de Cuba 

O “caso Hiss” e o macartismo: o golpismo fascista nos EUA (I)

 

 

Edição
09/03/2007
1 2 3 4 5  6 7 8
 Índice
 Biblioteca

Especial

O Assassinato de Máximo Gorki

Cadernos:  1  -  2

Especial
Historia do PCUS

Cadernos: 1  -  2

Matérias Especiais
Cartas
Assinatura
Expediente