Múlti francesa compra Santelisa, dona de cinco usinas de açúcar

 

Com 63% do total dos ativos no Brasil, o grupo Louis Dreyfus anuncia incorporação da empresa

 

O faturamento da Louis Dreyfus Commodities no Brasil aumentou de US$ 3,2 bilhões em 2007 para US$ 4,3 bilhões em 2008, os quais representam 11% do faturamento mundial do grupo francês Louis Dreyfus (US$ 39,2 bilhões) no ano passado. Sua atuação se dá no processamento, comércio, transporte e armazenagem de commodities agrícolas, principalmente no setor sucroalcooleiro, através da subsidiária LDC Bioenergia. O aumento da receita da multinacional tem aumentado na medida em que tem empalmado empresas nacionais.

O presidente da LD Commodities Brasil, Kenneth C. Geld, disse que o Brasil se tornou o principal foco da empresa, o braço principal do grupo francês Louis Dreyfus. “Mudamos de patamar, de perfil, e a Louis Deyfrus Commodities como um todo se tornou mais brasileira. O foco do grupo, hoje, é o Brasil, que em termos de fornecimento é o mundo quando se fala em agronegócios”, disse.

Em 2008, os ativos fixos totais da LD Commodities no mundo totalizaram US$ 3 bilhões. No Brasil, US$ 1,9 bilhão, onde possui, atualmente, oito usinas de açúcar e álcool, opera quatro fábricas processadoras de oleaginosas, três fábricas de suco de laranja, quatro terminais portuários (em Paranaguá e Santos) e mais de 50 armazéns graneleiros. Além disso, detém 222 mil hectares de plantação de cana-de-açúcar e 26,9 mil hectares de plantação de laranja.

A LDC Bioenergia foi o primeiro grupo estrangeiro a comprar usinas no Brasil, em 2000. E ampliou ainda mais sua participação no setor com a aquisição, em 2007, do grupo Tavares de Melo, de duas usinas no Rio Grande do Norte (Estivas e Destilaria Giasa) e três no Mato Grosso do Sul (Passa Tempo, Rio Brilhante e Maracaju).

Segundo Geld, apesar de ser uma das maiores produtoras de etanol no Brasil, o objetivo da LD Commodities não é colocar em segundo plano o açúcar: “Teremos muita flexibilidade. Além da receita que proporciona, o açúcar, com mercados futuros consolidados, é fundamental para a nossa estratégia de hedge”.

Nos próximos dois meses, a LCD Bioenergia pretende incorporar a Santelisa Vale. Para isso, um acordo já foi assinado, faltando ainda ser solucionado um passivo de R$ 2,8 bilhões. No entanto, visando a incorporação, a LCD Bioenergia já fez uma capitalização de R$ 409 milhões em fevereiro. “Fomos escolhidos pela Santelisa Vale após concorrência acirrada, o que nos orgulha muito”, sublinhou Geld.

A Santelisa possui cinco usinas em São Paulo, com capacidade para moer mais de 20 milhões de toneladas de cana-de-açúcar este ano.

O representante da multinacional informou que a LD pretende entrar no mercado brasileiro de fertilizantes. Com a crise nos EUA, não é à toa que é no Brasil que o grupo francês busca maximizar seus lucros, estendendo seus tentáculos e aumentando a desnacionalização da economia brasileira.

VALDO ALBUQUERQUE

 


Primeira Página

 

Página 2

Múlti francesa compra Santelisa, dona de cinco usinas de açúcar

Dez questões sobre defesa e desenvolvimento nacional - 3 (OTHON LUIZ PINHEIRO DA SILVA)

Amorim defende entrada da Venezuela no Mercosul

Comércio com a China cresce e ultrapassa EUA

Para Mantega, taxa Selic não caiu o desejável

TRF rejeita acusação de Mendes contra De Sanctis

Lucro da Votorantim ultrapassa R$ 1 bilhão

Expediente

Página 3

Lula no 1º de Maio: “o pré-sal é a segunda Independência”

Dilma quer que esta riqueza beneficie a população do país

Pré-sal: FUP defende uma nova legislação

Ação pelo fim da CPMF “foi a maior cretinice ideológica”, afirmou Lula

Vice do PPL: “priorizar as empresas nacionais nas compras do Estado e ampliar o mercado interno”

O câncer da sociedade

Laboratório da UFRJ fará pesquisas para o pré-sal

Dantas volta ao STF para ter acesso à Satiagraha

Página 4

Latrocínios aumentam 80% em São Paulo no 1º trimestre

Barbosa: crimes da mídia não podem ficar impunes

Frente Parlamentar paulista em apoio a Cuba pede libertação dos 5 heróis presos nos EUA

“Lei das Organizações Sociais” é aprovada pelos vereadores do Rio

Sarney e Temer apoiam projeto das cotas raciais

Cartas

Página 5

1º de Maio: centrais fazem atos em defesa do salário

Carlos Lupi: nenhum trabalhador pode ter seu salário reduzido

Em São Carlos, trabalhadores defendem redução dos juros e mais emprego no 1º de Maio

Guarujá comemora 1º de Maio com cadastramento de 4 mil casas populares 

Trabalhadores da construção civil de São José conquistam aumento real e mais direitos

Página 6

Atos do 1º de Maio: rechaço mundial ao desemprego e ataque a salários

Na Venezuela, trabalhadores celebram seu dia com apoio às medidas da Revolução, de defesa do trabalho e elevação dos salários

Mais de um milhão na marcha de Havana pelo socialismo e fim ao bloqueio dos EUA

Atos contra demissões e pelo direito à moradia lotam as ruas de NY, Los Angeles e Seattle

Cuba, país terrorista?

Página 7

PIB norte-americano recua 6,1% no primeiro trimestre

Quebra no estado da Geórgia o Silverton Bank, o maior dos 32 que foram à falência este ano

US Steel, monopólio do aço nos EUA, teve prejuízo de US$ 111 milhões no trimestre

Federação Russa e Coréia Popular definem plano de intercâmbio cultural e científico

Exageros sobre “pandemia” da gripe fez Roche e Glaxo captarem 8,85 bilhões de euros em 7 dias

Médicos denunciam Israel por exigir de palestinos doentes informação em troca de acesso a tratamento

A gripe dos porcos e a mentira dos homens

Banco suíço UBS confirma prejuízo de US$ 1,75 bilhão

Página 8

A agroenergia e a expansão do monopólio estrangeiro no país 

Augusto Boal, uma vida e uma obra dedicadas ao Brasil e ao seu teatro 

Bajulado pela “Folha de SP”, Maxwell calunia Inconfidentes