Candidato do atraso perdeu por 12 milhões de votos de frente

Dilma, assim como Lula, condensa a vontade do país de ser independente para se desenvolver

Várias pessoas, entre as quais líderes populares e dirigentes dos partidos que compõem a coligação “Para o Brasil Seguir Mudando”, observaram que jamais, em todas as campanhas presidenciais da História do país, adversários recorreram a tanta baixeza, com tamanha falta de escrúpulos e limites morais, quanto Serra e sua trupe, derrotados no último dia 31.

O leitor pode achar estranho que comecemos a notícia da vitória de Dilma por esse aspecto.

Mas nada mostra tão bem a grandeza luminosa dessa vitória – e, de resto, da própria candidata - quanto a pororoca de lama que ela teve de enfrentar, esconjurar, e derrotar. Os antigos gregos gostavam de aumentar o porte dos inimigos que tinham vencido, para, assim, ressaltar a si próprios. Nós não temos essa sorte. Aqui, é a pequenez, a mesquinharia, a cretinice, a sociopatia do outro lado – que não precisamos exagerar, pois já é dose mais que suficiente em seu estado real – que indica a dimensão humana, diríamos mesmo heroica, da nossa vitória, com o que alguns chamam de sociedade civil, isto é, a nação, levantando-se para impedir que o país fosse outra vez usurpado pelos seus inimigos – e, desta vez, sem nem ao menos disfarçar o odor de nazi-fascismo.

Dilma obteve 12.041.141 (12 milhões, 41 mil e 141) votos a mais do que Serra (55.752.529 contra 43.711.388). Sem dúvida, ela era apoiada pelo presidente Lula – e não por acaso era ela a candidata de Lula. Mesmo assim, não deixa de ser espantoso como Dilma, que nunca até então havia concorrido numa eleição, quebrou um candidato que já tinha nove eleições disputadas, muito mais experiente do que ela na parafernália que cerca as campanhas eleitorais, e tão sofregamente ambicioso pelo poder, que sempre dizia que se “preparara durante a vida inteira” para ser presidente.

Dilma afirmou – e não há porque duvidar - que nunca pensara em ser presidente. Nem ela nem a maior parte das pessoas (quase todas) que estão mais preocupadas em ser bons seres humanos, honrados e decentes, do que em ser presidente. Mas a preparação de Dilma, feita desde a tenra juventude na luta pelo Brasil, nos abnegados sacrifícios da luta contra a ditadura em seu pior período, no desinteresse pessoal de quem combate pela liberdade a ponto de colocar a vida em risco, no comportamento digno na hora mais difícil, na vida pública visando o bem comum, é excelente para ser presidente; muito melhor que a do preparado elemento que se forjou na fuga do país e da luta, no servil e mal explicado conluio que o transportou do Chile de Pinochet para as dispendiosas academias privadas dos EUA (aquelas que um de seus reitores, McGeorge Bundy, descreveu orgulhosamente como “uma extensão de nosso serviço de inteligência”) e nas negociatas penumbrosas – sobretudo armando as maiores delas, as privatizações do governo em que foi ministro.

O que o povo quer e merece para presidente é alguém que se identifique com ele, com a sua vida, com as suas dificuldades, com o seu sofrimento. Por isso, o Nordeste e as áreas mais populares do país em todas as regiões, elegeram uma presidente para quem “não podemos descansar enquanto houver brasileiros com fome, enquanto houver famílias morando nas ruas, enquanto crianças pobres estiverem abandonadas à própria sorte” (ver a íntegra do pronunciamento de Dilma na página 8). Alguém cuja meta é “a erradicação da miséria e a criação de oportunidades para todos os brasileiros e brasileiras”.

Serra, segundo seus próprios correligionários, teria dito, ainda antes da campanha, que “vocês não estão vendo que esta é a minha última chance?”. Ainda bem que, graças à Dilma e ao povo, foi a última. Não adianta, agora, encenar o papel de Lord Voldemort – o vilão do Harry Potter – e prometer a volta triunfal, até porque Voldemort não teve um bom fim nessa volta. Serra está acabado – com algum atraso, mas o que importa é que acabou. Expôs o seu caráter em toda a sua repugnante crueza – e isso foi o fim. A história de que “sou como se diz na bandeira de São Paulo: não sou conduzido, conduzo” terminou mal, pois o que ficou claro é que ele jamais conduziu nem a si próprio – há mais de 30 anos que é conduzido pela reação mais antinacional, antipopular e antidemocrática.

A questão em jogo foi muito bem sintetizada por Dilma em seu discurso: “... não contaremos com a pujança das economias desenvolvidas para impulsionar nosso crescimento. Por isso, se tornam ainda mais importantes nossas próprias políticas, nosso próprio mercado, nossa própria poupança e nossas próprias decisões econômicas”.

A eleição foi, antes de tudo, a escolha do país por ter as suas próprias políticas, por tomar as suas próprias decisões para crescer, contra aqueles que queriam novamente atrelá-lo às decisões de outros, às políticas de outros – ou seja, tornar nossa economia outra vez um apêndice definhante da economia definhante dos EUA, dos seus cartéis e monopólios falidos, e tornar nosso Estado outra vez um pequeno capitão-do-mato do Estado dos EUA.

Dilma, como Lula, condensa essa vontade de ser independente para crescer. O desespero que acometeu os corifeus do servilismo, os mercadores da privatização, os amealhadores de comissões pela liquidação da propriedade pública, é apenas a demonstração da sua falta de espaço dentro do país – quanto menos espaço, mais histéricos eles se tornam, mais ou menos como os ratos quando são acuados. É verdade que Serra não é um sujeito normal – mas, por isso mesmo, não havia representante mais próprio do atraso, não havia candidato mais apropriado ao entreguismo reacionário, não havia ninguém que personificasse tão completamente a traição nacional.

O processo de retomada do país em suas próprias mãos começou com Lula, mas, evidentemente, ainda não foi concluído. Para os silvérios dos reis de hoje era fundamental que esse processo não prosseguisse, que fosse interrompido, que fosse frustrado, que não fosse aprofundado e ampliado. Como disse Fernando Henrique na sua reunião secreta com os “investidores” externos em Foz do Iguaçu, era agora ou nunca (“se deixarmos passar a oportunidade agora, jamais conseguiremos vender essas empresas” - a Petrobrás, o Banco do Brasil, as subsidiárias da Eletrobrás, etc.). Daí a histeria e o fascismo que irrompeu tão nitidamente na campanha de Serra, uma erupção que a alguns parecia inacreditável em 2010, pois era como se o macartismo e o lacerdismo tivessem saído da tumba. Mas o neoliberalismo sempre foi isso, um conúbio de mortos-vivos querendo transformar o país em sepultura - mesmo quando se escondia sob capas aparentemente (e supostamente) mais civilizadas.

CARLOS LOPES
 


 

Primeira Página

 

Página 2

Lula critica ‘virulência do Serra’ e comemora vitória: ‘Valeu Dilma!’ 

Guerra cambial aumenta o déficit comercial com EUA

Agnelo derrota Roriz e afirma que vai resgatar a autoestima do povo

Santanna: teles não expandem banda larga porque “mercado de voz” é mais rentável

Abimaq pede intervenção no câmbio para barrar a invasão de importados

Para governador eleito da PB, prioridade é o desenvolvimento

Expediente

 

Página 3

Candidato do atraso perdeu por 12 milhões de votos de frente

Foi o maior desastre eleitoral da oposição

Mídia quer escolher o ministério no lugar de Dilma

Paulo Souza diz que está magoado com o PSDB

Derrotado, tucano se incensa e diz que “não é um adeus, mas até logo”

Nordeste, Minas, Rio e Amazonas dão vitórias expressivas para Dilma

Em quatro estados Serra perde em todas as cidades

 

Página 4

“Na concessão a Petrobrás seria excluída do pré-sal”, diz Gabrielli

Deputados preparam CPI para investigar fraude em licitação de obra do Metrô de SP

Capiberibe quer ampliar obras do PAC no Amapá

Wilson Martins ressalta o apoio de Dilma “para manter o Piauí em desenvolvimento”

Ex-vice de Serra fugiu de moradores da Rocinha

CARTAS 

 

Página 5

Centrais reivindicam mínimo de R$ 575 para garantir valorização

Sindpd inaugura busto de Getúlio Vargas em homenagem aos 80 anos da Revolução de 30

Metalúrgicos de São Paulo aprovam estado de greve por 10% de aumento real nos salários

Químicos farão assembleias para decidir sobre proposta das indústrias: 8% de aumento salarial

Sindicato do PR denuncia trabalho precário na Gafisa

Fluminense e Cruzeiro firmes na briga pelo topo

Mano convoca Neymar e Ronaldinho para amistoso

 

 

 

 

 

 

Página 6

União Europeia atua para salvar vida de Tareq Aziz

Bispos pedem a comutação da pena imposta a Tareq Aziz 

“Corte” não cumpriu nem os mínimos estágios judiciais

“Os que condenam Aziz são os que tentaram assassiná-lo em 1980”, afirma o escritor norte-americano Dreyfuss

Com marchas por todo o país e duas greves gerais, franceses mantêm luta contra ataques à previdência

Néstor Kirchner e o nacionalismo revolucionário-I

 

Página 7

Economia dos EUA rasteja a 0,5% no terceiro trimestre

Petroleiros belgas apoiam greve dos franceses em defesa da previdência

Belgas reverenciam memória de heroína antinazista e denunciam cerco a Gaza

Bank of America assevera que está fazendo “o máximo” por aqueles que vai despejar

Comissão conclui que Halliburton e BP sabiam que cimentação do poço era “instável”

China lança o sexto satélite de sua rede de GPS

“Persistente depreciação do dólar agrava a guerra cambial”, afirma a China

Holandeses vão às ruas contra arrocho neoliberal

Sindicatos portugueses preparam greve geral contra cortes de salários

 

Página 8

Dilma: “Erradicar a miséria e crescer com a nossa própria política”

 

ÚLTIMAS EDIÇÕES

Ibope entrega os pontos e diz que Dilma tem quase o dobro de Serra
Dilma tem 55,3% dos votos válidos e Serra 33,7%, apura Sensus
“O que tucanos fazem com pedágios em SP é um roubo”, diz Lula
Dilma abre 16 pontos e leva no 1º turno, diz pesquisa Vox Populi
Defesa do interesse nacional é a chave do sucesso de Lula, afirma Mercadante
Lula louva calma de Dilma em resposta às grosserias de Bonner
Sensus registra que vantagem de Dilma sobe para 10 pontos
TRE veta Roriz por ficha suja e Serra fica na mão no DF
SP perdeu o controle do sistema prisional, apontou Mercadante
Campanhas do PSDB e Dem tiram nome de Serra em 12 Estados
Pesquisa Vox Populi desengana oposição: Dilma 41%, Serra 33%
Aécio diz que Lula é o maior fenômeno da história nacional
Lula vai ao comício de Dilma e avisa que vagabundo nenhum vai calar a sua boca
Mídia pró-Serra quer proibir Lula de pronunciar o nome de Dilma
Serra diz que vai duplicar o Bolsa Família do jeito que “criou” o FAT
Serra sai do sério e diz que seu plano é dobrar Bolsa Família
Ibope não aguenta ficar mais de nove dias sem roubar de Dilma em pesquisa
Serra seleciona o genro de Cacciola para ocupar vaga de Arruda na vice
Encontros reforçam Dilma e apresentam candidatos de Lula a governos estaduais
Ibope descola da “Folha” e admite que Dilma passou à frente de Serra

Para sindicato do ABC, importação de autopeça está extinguindo setor

Mídia serrista maldiz Lula por melhorar o salário do aposentado

Convenções nacionais reforçam a vantagem de Dilma sobre Serra

Sanção injusta ao Irã é lenha na fogueira da proliferação atômica
"A Petrobrás só não foi privatizada pelos tucanos porque nós resistimos”, diz Dilma
Conferência aprova a agenda nacional para consolidar a era Lula
 
30% dos que apoiam Serra acham que ele é o candidato de Lula
Cortar benefício de aposentados com o país crescendo é pura sacanagem
Enciumado com Lula, EUA ignora acordo e pede sanções ao Irã
Pesquisas de maio mostram que Folha fraudou resultados
“Serra agora sabe tudo que não sabia quando estava no governo”, diz Lula
FED e UE preparam curra contra Itália, Portugal e Espanha
Lula decide reativar Telebrás para levar banda larga a todos
British e Halliburton provocam catástrofe ecológica nos EUA
Petrobrás faz nova descoberta de óleo ultrafino no pré-sal
“Atrasar Belo Monte é coisa de quem faz figa para que volte o apagão”, diz Lula
Portugal diz ao MinC que não pode obrigar autor a renegar direito
Folha perpetra outra fraude em pesquisa para empurrar Serra
Para PSDB, pesquisa em que Dilma cresce tem de ser proibida
Marciano quer que Oi passe a gerir rede de fibra ótica do governo
Dilma dá partida na campanha pedindo bênção a Tancredo
Vox Populi desvenda a fraude da Folha: Dilma é que subiu 4 pontos
Lula destaca a integridade de Dilma e Serra diz que sabe tudo de teatro
“Folha” faz campanha antecipada estufando Serra 10 pontos no Sul
“Quem faz campanha antecipada são só os tablóides de sempre”
Serra declara que não dialoga com professor porque ‘greve é de 1%
Rio enterra nas ruas a tramoia de deputados para assaltar royalties
Pesquisas indicam que Dilma começou a ultrapassar Serra

EUA faz cena para o Brasil fugir do dever de administrar-lhe as sanções da OMC

O pré-sal é nosso! Leilão é privatização!
Lula adverte Hillary a não tratar o Irã como Bush tratou o Iraque
Para Ciro, a queda de Serra diminui o risco de retrocesso
Casta que controla Conselho quer ONU esvaziada, diz Lula

“Continuar o projeto de Lula é a razão da minha candidatura”

Arruda e mais cinco da quadrilha passam o carnaval na cadeia
Congresso dá apoio a Lula para prosseguir as obras da Petrobrás
Teles recuam e dizem que plano para ativar a Telebrás ‘é bacana’
Americanos dizem que iam vender as crianças haitianas  a famílias piedosas
Pesquisa “Sensus” dá empate técnico entre Dilma e Serra
Plano propõe reativar Telebrás para superar crise da banda larga
Acordo com ONU veta interferência dos EUA na segurança do Haiti

Máfia de Arruda não tem isenção para julgar o seu chefe, conclui TJ

EUA invadem o Haiti e dificultam chegada a ajuda humanitária

Brasil lidera ação de solidariedade ao povo haitiano

Máfia do panetone protela julgamento com assalto à CPI
Papai Noel do STJ suspende ações contra Daniel Dantas

Serra pediu à Globo para aliviar Arruda

Discurso de Obama no Nobel da Paz fala 42 vezes em guerra

Governador ladrão lança a cavalaria contra estudantes

Sedex com dinheiro para Arruda veio de fornecedor de Serra
Quem tem Yeda, não pode falar do Arruda, diz o Dem a tucanos

Arruda esclarece: a propina era para comprar panetone 

Invasão do Brasil pelo dólar virtual passa de 17 bilhões em outubro

Antilulismo de Serra leva sua candidatura a cair mais 8 pontos

Tucanos passaram a amigos fiscalização da obra do rodoanel

Desabamento do rodoanel é a cara do governo Serra

Atribuir apagão a “fator climático” é lero de tucano
EUA deflagra guerra cambial e Fazenda hesita em ir à luta
Investimento frio da Telefónica no Brasil agita a Bolsa de NY

Aécio põe namorada a nocaute com murro no meio da festa VIP

Democratas vetam a entrada de Serra em seu programa na TV

SPC apura sumiço de meio bilhão do fundo de pensão da Sabesp
Parasitismo de teles pôs na ordem do dia a volta da Telebrás
Telefónica ganha de Serra isenção fiscal para fraudar usuário
“PMDB pode assumir de público que tem a vice”, afirma Berzoini
Oposição sem voto quer mudar quorum para lei do pré-sal

Usuário perde as estribeiras com a ferrovia privatizada no Rio de Janeiro

Yes, we créu!

Golpista relaxa toque de recolher mas lota prisões em Honduras

Congresso pede o fim do estado de sítio em Honduras
ONU e OEA apoiam Lula: Zelaya deve voltar de imediato para a presidência

Zelaya volta e instala QG da legalidade na Embaixada do Brasil

Ipea acha cedo para considerar que a economia já se recuperou

Juro e BNDES mantêm o crescimento do PIB negativo no semestre

Telefónica deixa SP sem comunicação no meio do temporal

Lula convoca Brasil a deixar maus tempos da lei 9478 para trás

Mídia golpista tira a máscara e advoga o pré-sal para as múltis
Projeto para o pré-sal abre perspectiva para o retorno da lei 2004
Anatel libera Speedy sem que Telefónica conserte os defeitos
Trapaça para isentar teles de pagar multa abre crise na Anatel
Conselho remete as ações contra Sarney para o arquivo morto
Teles, Anatel e STJ se acertam para assaltar usuário com tarifa de DDD em ligação local
Anatel protela decisão sobre superintendente que as teles guiavam

Conselheiro denuncia lobby na Anatel para aliviar multa de teles

Sarney diz à oposição que está pronto para a paz ou para a guerra
Nova base dos EUA na Colômbia tem raio de ação para alcançar a metade do continente
Mídia inventa risco para facilitar múltis mamarem o pré-sal
Operários jogam pela janela privatizador de siderúrgica na China
Justiça bloqueia 27 fazendas de réu que Gilmar mandou soltar

Gato comeu 2 bi que AES e Duke estavam obrigadas a investir em energia até 2008

Montadora pré-falida arma com Yeda para tomar 1 bi do BNDES
Sarney anula os 663 atos secretos e exige devolução do que foi pago indevidamente
“Privatização que deu certo” cria milhões de usuários desplugados

Tropelias do BC e BNDES arruinaram PIB de 2009

OEA dá 72 horas a golpistas para que devolvam o poder a Zelaya

Dilma ultrapassa Serra no Nordeste, informam as pesquisas do Dem

BNDES desvia grana do crescimento para monopólios na UTI

Mídia golpista degola seus cupinchas para atear fogo no Senado

320 parlamentares lançam a Frente em Defesa da Petrobrás

“O pré-sal é nosso!”, entidades convocam ato dia 19 na Paulista

Sem priorizar mercado interno e as empresas nacionais não há meio de esconjurar a crise

Múltis intensificam lobby para assumir controle do pré-sal 

BC pôs Brasil na rota do tsunami elevando o juro relativo para atrair capital externo

GM já era

CPI da Petrobrás deve deixar tucanos fora da presidência e relatoria

Tucanos prosseguem com CPI sabotagem do governo FH contra Petrobrás, diz Aepet

O que o Brasil quer é saber como tucanos afundaram a maior plataforma do mundo

Múltis adquirem 30 calabares no Senado para zoar Petrobrás

União jogaria dinheiro fora se deixasse múlti faturar com o pré-sal

Para Gilmar Mendes, STF tem que se lixar para a voz do povo
Múltis querem mamar petróleo que Petrobrás descobriu no “pré-sal”

“Para quem no começo falava menas laranja é chique demais”

Bank of America e Citibank estão de pires na mão

PF indicia Dantas em cinco artigos do Código Penal

‘V. Exa. não está falando com os seus capangas do Mato Grosso’

Lula reduz o superávit primário e libera mais R$ 38 bi para investir

“País deve se basear na força do mercado interno”, afirma Lula

Empresas nacionais repelem portaria que estimula importação de máquinas usadas

BC usa “previsões” para frear queda da taxa básica de juros

Revolta contra os cupins financeiros conflagra Londres

Centrais querem mais emprego e menos juro para impedir tsunami de invadir nossa praia

Remessas ao exterior mantêm a escalada e vão a US$ 2,6 bilhões

Bancos propõem corte na renda da caderneta de poupança em prol do achaque ao Erário

Múltis drenam do país US$ 3,266 bilhões só em dez dias de março

Vale demite, reduz salários e distribui R$ 5 bi a acionistas

Sob pressão, BC recua juro outro pontinho e meio

Aumento do IDE agrava sangria de recursos do Brasil para fora

Desnacionalização e gestão temerária sufocam a Embraer

Solução para a Embraer é voltar a ser do Estado

Febraban diz que reduz spread se a União pagar conta de inadimplentes

“Decisão do governo é não emprestar a quem desemprega”, diz Lula

Lula: “Eles cultivam o ódio dos de cima contra os de baixo” 

BC assalta 80 bi das reservas para ajudar bancos em Wall Street

Juros e pilantragem de múltis fazem produção industrial encolher 19%

Repatriamento de capital por múltis ameaça as contas externas do Brasil

Juro alto do BC é o fundamento do spread aloprado

Conselheiros do CDES pedem a antecipação da reunião do Copom

Meirelles recua debaixo de vara e reduz os juros em um pontinho

Centrais fecham com Lula ofensiva contra os juros, demissões e redução dos salários

Fiesp abre guerra contra os salários dos trabalhadores

BB paga R$ 4 bilhões para Votorantim ficar com o controle do BV

Juros e alarmismo midiático freiam a produção industrial

 Israel testa Obama com chacina contra palestinos em Gaza

Para Lula, juros têm que cair no começo de 2009

Para nababos da Vale, povo duro é a melhor receita contra a crise

“Toma o beijo da despedida, seu cachorro!”

Meirelles afronta o Brasil e não reduz taxa de juros para jogar país na crise

Alencar mantém BC sob pressão: “esses juros são anomalia”

Lula a Meirelles: “juro está além daquilo que o bom senso indica”

Montadoras almoçam os R$ 8 bi do crédito e mantêm ameaça de demitir trabalhadores

Meirelles diz que não aceita baixar juro para priorizar crescimento

Juro alto dissipa 29% da renda disponível no país, afirma Ipea

Procurador avalia que há provas para Daniel Dantas pegar um ano a mais que Al Capone

“Gasto público que precisa ser cortado é o juro”, diz Ipea

Meirelles quer que Brasil traia o compromisso com G-20 sobre redução do juro

China põe R$ 1 trilhão na infra-estrutura para crescer 9% em 2009

EUA responde à crise votando em massa na mudança

Fusão de Unibanco com Itaú torna mais anti-social sistema financeiro privado

Banqueiros põem o compulsório no bolso e dão uma banana ao crédito

Greve da Polícia Civil cresce e responde a Serra nas ruas de SP

Eleições em S. Paulo opõem integridade de Marta à dissimulação indecorosa de Kassab

Governador trai promessa e dá ordem para PM atacar policiais

Marta sobe porque é Lula. Kassab cai porque é oposição

Retratação de Gabeira reafirma preconceito contra “suburbanos”

Inauguração da P-51 é resposta do Brasil à crise

Eleições dão vitória aos aliados de Lula em todas as regiões

Lula pede a S. Paulo que vote em Marta: “temos as mesmas idéias e projetos”

Veto popular assusta republicanos e trava bailout de US$ 700 bi a especulador falido

Economia na mão de especuladores levou EUA à crise, diz Lula

Para Serra, Kassab é leal. Alckmin, não

Lula mobiliza PF para fechar nossa fronteira a terroristas da Bolívia

Kassab usa Ama para passar verba pública aos grupos privados

Com inflação em queda, BC eleva juro para afundar o Brasil em 2009

Comando do Exército desmente Jobim: “a maleta da Abin não serve para escutas”

Maleta não faz grampo, apenas a varredura, diz técnico da Abin

Quadrilha pró-Dantas acusa Abin de gravar seu truta no Supremo

Trabalhadores se unem e dão apoio unânime à Marta

China desbanca EUA da liderança olímpica

Tucanos vão ao STF para derrubar o piso salarial de professor

Magistrados armam barraco no Supremo

Lula convoca UNE a deflagrar campanha do ‘Pré-sal é Nosso!’

Kassab responsabiliza Alckmin por atrofia do Metrô-SP e vice-versa

BC faz do Brasil último peru com farofa em mesa de especulador, diz Delfim Netto

Alckmin tira o corpo fora e põe na conta de Serra o desastre da Linha 4 do Metrô

BC manipula previsão de crescimento para forçá-lo a despencar