Líderes mundiais condenam ingerência externa na Líbia

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, denunciou “a campanha terrível, pelo poder sobre o petróleo, enorme riqueza do povo líbio”.
 

“Nestes dias em que tanto se fala de bombardeios, que o exército da Líbia está disparando seus canhões, tanques, artilharia contra o povo da Líbia, nenhum desses meios que querem a derrocada de Kadafi têm conseguido apresentar uma única foto de aviões bombardeando o povo, nem tanques, nem soldados metralhando”, frisou.
 

“A mídia repete que o povo líbio está sendo bombardeado mas, o que sabemos, porque vemos, é que têm sido bombardeados o povos do Iraque, e do Afeganistão. Sabemos porque vemos, que é bombardeado o povo palestino na Faixa de Gaza. Na Líbia vemos um povo resistindo com o líder da revolução, Kadafi, à frente”, expressou Ortega.
 

Hugo Chávez, opôs-se “às pretensões intervencionistas” na Líbia: “Estou seguro que os EUA estão exagerando e distorcendo para justificar uma invasão. Disseram que estão prontos para apoiar as forças opositoras e que não descartam uma opção militar. Estão enlouquecidos pelo petróleo líbio”.
 

O ex-presidente da Assembléia Geral da ONU, ex-chanceler nicaragüense e sacerdote católico, padre Miguel d’Escoto, condenou “as precipitadas declarações e recomendações inusitadas” contra a Líbia na Comissão de Direitos Humanos em Genebra.
 

“Como membro do Comitê Assessor do Conselho aí sinto-me muito incomodado pelo grande ‘show’ que acaba de se concluir aí contra a Líbia”. D’Escoto questionou os que “hipocritamente querem hoje ser vistos como defensores dos direitos humanos, não fizeram declarações similares contra os EUA nem Israel?”.
 

O ocorrido em Genebra contrasta com “as sensatas reflexões de Fidel Castro, e do chanceler russo, Serguei Lavrov, no Conselho, pedindo que se permita ao povo líbio resolver, sem ingerências externas os problemas que ocorrem no país”, destacou
 

O governo equatoriano alertou sobre o risco de instrumentalização da ONU. Por isso, chama a Comunidade Internacional a não permitir que uma aprovação de resolução hostil à Líbia sirva de pretexto para tentativas de legitimar uma posterior intervenção.


 

Primeira Página

 

Página 2

Fernando Henrique ataca Lula por fazer “gastos exagerados” 

Petrobrás fica altamente vulnerável com 300 mil terceirizados, alerta Aepet

Corte no Orçamento reduz 5,1 bilhões do programa Minha Casa, Minha Vida

Aumento da Selic esfria economia e eleva despesas públicas com juros, afirma Fiesp

Abimaq: suspensão do PSI retira importante ferramenta de desenvolvimento da indústria

Para Contec, “escalada de juros criará economia dos cemitérios”

Serra defende mais arrocho

Expediente

Página 3

Mantega recita o FMI: país não pode crescer ‘mais de 4,5%, 5%’ 

Tarso concorda com professores e anuncia concursos

Requião: congelamento do salário mínimo é um erro

Página 4

Governo do DF recupera de OSs a gestão da Ceasa e Vilas Olímpicas

Prefeitos gaúchos discutem com Telebrás implantação de ‘cidade digital’ no Alto Jacuí

Operadoras de telefonia terão que reduzir preço da assinatura básica à população de baixa renda

AES/Eletropaulo culpa mau tempo por apagão; Inmet afirma que a chuva foi típica de verão

Distribuidoras de energia elétrica terão que indenizar consumidores por cobrar R$ 7 bilhões indevidamente

Estudo mostra que ampliação da matriz nuclear no país reduzirá a emissão de gases poluentes

CARTAS

Página 5

Movimento Social: política de corte é oposta à que foi aprovada nas urnas

Em encontro com Lupi, Neto defende que aumento real do mínimo seja assegurado

Confederação dos Servidores condena o congelamento de concursos públicos

NCST critica reajuste de 4,5% na tabela do Imposto de Renda

Petrobrás: terceirizados da área de sondagem entram em greve

ESPORTES

Página 6

Americanos ocupam as ruas em apoio aos servidores de Wisconsin

Tunísia: levante popular derruba premiê remanescente da ditadura de Ben Ali

Tunísia, Egito, Líbia, Revolução Nacional Árabe ou a guerra dos monopólios pelo controle do petróleo

A Folha e o neocolonialismo petroleiro-1

Página 7

Kadafi: “Estamos dispostos a defender a independência do nosso país”

Líderes mundiais condenam ingerência externa na Líbia

Conselho de Segurança da ONU se submete aos EUA e aprova sanções contra a Líbia

Repórter da Telesur informa que atos transcorrem em clima de normalidade

Iraque: polícia atira em manifestantes e assassina 14

Próximo passo deve ser a Constituinte

 

Página 8

A cultura livre do Creative Commons: um capitalismo bonzinho e altruísta