Apoio ao governo se manifesta em Trípoli, Sabaratah e Yafrha entre outras

Repórter da Telesur informa que atos transcorrem em clima de normalidade

“Na segunda-feira, começam a abrir comércios nas ruas da cidade de Zawiyah”, relatou o enviado especial da rede internacional TeleSul a Líbia, Jordán Rodríguez.
 

“Nas ruas desta cidade, ao oeste de Trípoli, pode se ver grande quantidade de pessoas se manifestando em apoio a Muammar Kadafi. Os cidadãos estão apostando a que tudo se normalize. Estamos passando por um banco, onde vemos um grande numero de pessoas esperando que abram as portas”, detalhou Rodríguez, repórter que já percorreu várias cidades do país, lembrando que a ordem aos efetivos militares é de “não atacar os adversários de Kadafi”
 

Indicou ainda que a presença de efetivos de segurança “reforça pontos militares na estrada que vai de Trípoli a Tunísia, por onde circulam muitas pessoas e onde é chave que a violência não se instaure”.
 

Acerca de algumas mortes registradas na capital, Trípoli, Rodríguez apontou que “o porta-voz do governo líbio, Ibrahim Musa, disse que elas ocorreram em enfrentamentos e respostas a ataques a estações de polícia realizados por grupos marginais e não por bombardeios”.
 

Sublinhou que “Mussa afirmou que o aeroporto internacional não está em crise, mas que muitas empresas estrangeiras na Líbia pediram a seus trabalhadores para sair do país, criando alguns problemas”.
 

Desde a cidade de Sabarata (oeste), Rodríguez informou que muitas pessoas estão usando espaços públicos como teatros e praças para “gritar a verdade” e desmentir as grandes redes de notícias norte-americanas e europeias que insistem em reiterar que há ataques do governo aos civis.  ”Afirmam que são capazes de resolver sem ingerência estrangeira suas diferenças”, disse o enviado especial. O filme da Telesur em Sabaratah mostra os manifestantes exibindo cartazes do líder Muammar Kadafi.
 

Jordan Rodrigues também informou que das cidades Yafrha e outras a oeste do país, vizinhas à fronteira com a Tunísia, parte uma grande marcha com bandeiras verdes pela estrada em direção a Trípoli, para levar apoio a Kadafi. Um dos manifestantes em Yafrhá declarou: “Por favor senhor Obama! Por favor não acredite nos ratos! Eles atacaram delegacias de polícia, tomaram armas. Esta é a verdade!”

                                                                       


 

Primeira Página

 

Página 2

Fernando Henrique ataca Lula por fazer “gastos exagerados” 

Petrobrás fica altamente vulnerável com 300 mil terceirizados, alerta Aepet

Corte no Orçamento reduz 5,1 bilhões do programa Minha Casa, Minha Vida

Aumento da Selic esfria economia e eleva despesas públicas com juros, afirma Fiesp

Abimaq: suspensão do PSI retira importante ferramenta de desenvolvimento da indústria

Para Contec, “escalada de juros criará economia dos cemitérios”

Serra defende mais arrocho

Expediente

Página 3

Mantega recita o FMI: país não pode crescer ‘mais de 4,5%, 5%’ 

Tarso concorda com professores e anuncia concursos

Requião: congelamento do salário mínimo é um erro

Página 4

Governo do DF recupera de OSs a gestão da Ceasa e Vilas Olímpicas

Prefeitos gaúchos discutem com Telebrás implantação de ‘cidade digital’ no Alto Jacuí

Operadoras de telefonia terão que reduzir preço da assinatura básica à população de baixa renda

AES/Eletropaulo culpa mau tempo por apagão; Inmet afirma que a chuva foi típica de verão

Distribuidoras de energia elétrica terão que indenizar consumidores por cobrar R$ 7 bilhões indevidamente

Estudo mostra que ampliação da matriz nuclear no país reduzirá a emissão de gases poluentes

CARTAS

Página 5

Movimento Social: política de corte é oposta à que foi aprovada nas urnas

Em encontro com Lupi, Neto defende que aumento real do mínimo seja assegurado

Confederação dos Servidores condena o congelamento de concursos públicos

NCST critica reajuste de 4,5% na tabela do Imposto de Renda

Petrobrás: terceirizados da área de sondagem entram em greve

ESPORTES

Página 6

Americanos ocupam as ruas em apoio aos servidores de Wisconsin

Tunísia: levante popular derruba premiê remanescente da ditadura de Ben Ali

Tunísia, Egito, Líbia, Revolução Nacional Árabe ou a guerra dos monopólios pelo controle do petróleo

A Folha e o neocolonialismo petroleiro-1

Página 7

Kadafi: “Estamos dispostos a defender a independência do nosso país”

Líderes mundiais condenam ingerência externa na Líbia

Conselho de Segurança da ONU se submete aos EUA e aprova sanções contra a Líbia

Repórter da Telesur informa que atos transcorrem em clima de normalidade

Iraque: polícia atira em manifestantes e assassina 14

Próximo passo deve ser a Constituinte

 

Página 8

A cultura livre do Creative Commons: um capitalismo bonzinho e altruísta