Manifestantes exigem no Bahrein fim da
ditadura protegida por Obama e Hillary

Dezenas de milhares de pessoas foram às ruas na capital do Bahrein, na sexta-feira (9), no maior protesto até aqui no protetorado norte-americano no Golfo, que abriga a 5ª Frota da Marinha dos EUA.

“Abaixo [o rei] Hamad!”, clamou a multidão, que percorreu cinco quilômetros, até a Praça da Liberdade, no centro de Manama. “Abaixo a ditadura!”.

Um forte aparato, com milhares de policiais, impediu que os manifestantes atingissem a Praça Pérola, que foi o coração das manifestações anteriores, até ser devastada e cercada com arame farpado.

Em um ano, pelo menos 70 manifestantes foram mortos na repressão que se agravou com a invasão por blindados da Arábia Saudita, e milhares foram presos. Médicos e enfermeiras foram condenados por socorrerem civis vítimas da repressão. A invasão teve a benção dos EUA.

 


Capa
Página 2
Página 3

Juro no BB pode cair para até 2% ao mês e taxas na CEF a 4%

Procuradoria-geral da República recorre ao STF para que crimes de Dantas não fiquem impunes

Lula sai do hospital e em breve retoma vida normal  

O primo mais esperto de José Serra (IV)

Deputado já tem 136 apoios para criar a CPI das ligações entre contraventor e políticos   

Emenda que institui monopólio dos grandes partidos começa a ser apreciada pelos senadores

Eduardo Braga deve ser novo líder

Página 4 Página 5 Página 6

   Produção industrial da argentina cresceu 6,5%

  
   
Congresso egípcio pede saida do embaixador israelense do país

 

  

Página 7

   EUA: sistema arcaico de registro pode anular milhões de votos em novembro

   Grampeadores a serviço de Murdoch voltam para cadeia

Página 8