Volkswagen contrata bandidos alemães para atacar operários na Bélgica

Os trabalhadores da Meister Benelux, uma subsidiária da Volkswagen instalada em Sprimont, em Liège na Bélgica, foram agredidos no dia 26 de fevereiro por capangas contratados pela empresa para furar o bloqueio das instalações durante protestos dos trabalhadores contra a transferência de partes importantes da produção da fábrica da Bélgica para a República Checa até o fim de 2012, segundo informação do semanário belga “Solidaire”.

Os representantes dos trabalhadores exigiram negociações, mas a administração patronal recusou-se a qualquer diálogo, o que levou os trabalhadores, em protesto, a bloquearem a saída da empresa de produtos acabados. Nesse momento entrou em cena a milícia privada composta por 35 bandidos vindos da Alemanha que irromperam pelas instalações da fábrica adentro armados com bastões, bombas de gás, coletes a prova de bala, expulsando os trabalhadores com violência e tentando fazer a produção bloqueada sair da fábrica, o que não conseguiram.

Em solidariedade aos trabalhadores da Volks de Liège que lutam para manter seus empregos várias delegações de trabalhadores da região concentraram-se à porta da empresa determinados a impedir a saída da produção. Durante a noite o grupo armado foi obrigado a ser retirado pela polícia sem conseguir seu intento, pois nenhum caminhão abandonou as instalações da fábrica como determinaram os trabalhadores. Os agressores estrangeiros passaram por cima das polícias locais e das administrações governamentais para atacar os trabalhadores na Bélgica. No entanto acabaram recebendo o apoio dessa polícia local que rapidamente os recolheu e os levou até a fronteira sãos e salvos, informou em Lisboa o jornal Avante!.

Os trabalhadores condenaram a ação da polícia que não só nada fez para desarmar os indivíduos e impedir o ato terrorista, mas além disso protegeu os agressores. O escândalo foi tamanho que obrigou a direção da Volks a apresentar desculpas formais às autoridades municipais: “manifestamos nosso profundo arrependimento e rogamos-vos que aceitem nossas desculpas pelo ocorrido”.

Os trabalhadores insistem em negociar a manutenção de toda a produção da fábrica na Bélgica e nenhuma redução dos empregos pela empresa.                                                                     R.C.
 


Capa
Página 2
Página 3

Juro no BB pode cair para até 2% ao mês e taxas na CEF a 4%

Procuradoria-geral da República recorre ao STF para que crimes de Dantas não fiquem impunes

Lula sai do hospital e em breve retoma vida normal  

O primo mais esperto de José Serra (IV)

Deputado já tem 136 apoios para criar a CPI das ligações entre contraventor e políticos   

Emenda que institui monopólio dos grandes partidos começa a ser apreciada pelos senadores

Eduardo Braga deve ser novo líder

Página 4 Página 5 Página 6

   Produção industrial da argentina cresceu 6,5%

  
   
Congresso egípcio pede saida do embaixador israelense do país

 

  

Página 7

   EUA: sistema arcaico de registro pode anular milhões de votos em novembro

   Grampeadores a serviço de Murdoch voltam para cadeia

Página 8