México: trabalhadores convocados a afastar o capacho dos EUA, Calderón

Dezenas de milhares de trabalhadores se manifestaram na maior Praça da Cidade do México, o Zócalo, contra o governo neoliberal encabeçado pelo presidente Felipe Calderón. A comemoração do Dia do Trabalho se transformou em ato contra o partido no governo, o PAN e contra o PRI, que apóia a política anti-nacional, subserviente ao receituário importado dos Estados Unidos. "Não dá de presente teu voto aos capachos e destruidores do México", diziam as faixas que apareciam no meio de bonecos de papelão com as figuras dos candidatos do PAN, Josefina Vázquez, e do PRI, Enrique Pena Nieto, para as eleições presidenciais que acontecerão em 1º de julho próximo.

Os grupos mais numerosos foram organizados pelos sindicatos de telefonistas, dos eletricitários, dos pilotos de aviação e dos trabalhadores da Universidade Nacional Autônoma do México. Todos coincidiram em que nas eleições os trabalhadores devem optar pela mudança de rumo político, econômico e social do país.

Nos discursos, nas camisetas, cartazes e faixas, os manifestantes registraram que Felipe Calderón foi o presidente do desemprego, do anti-sindicalismo, o que mais operários pobres ou desempregados deixa, o que tem buscado impor uma reforma trabalhista regressiva, o que só faz aquilo que os americanos querem, que não resolveu as greves mineiras e o que entregou a empresa de eletricidade e destruiu o sindicato dos eletricitários.

O líder do Sindicato dos Eletricitários, Martín Esparza, exortou a não anular o voto, "porque os únicos beneficiados serão os inimigos da pátria. Temos que apoiar o único candidato que se comprometeu com os trabalhadores: Andrés Manuel López Obrador".


Capa
Página 2

Bancos chantageiam o governo para tomar poupança dos pobres

Avanço das importações reduz o saldo da balança

Produção da indústria no país cai 0,5%

Funpresp não garante aposentadoria integral a servidores públicos

Pressionado pelos EUA e UE, PB assevera que mantém conteúdo nacional no leilão 4G

Aécio ofende repórter ao ser indagado sobre contratação de uma sobrinha de Cachoeira
 

Expediente
 

Página 3

CPI pede a quebra dos sigilos e convoca Cachoeira para dia 15

“Vamos detonar aquele trem na Veja”, avisa Cachoeira

Perillo abriu as contas do Estado de Goiás para o operador de Cachoeira

Errata

Articulação de Cachoeira, Demóstenes aceitou ir à Itália para pedir desculpas a Berlusconi pelo caso Battisti

Plano da quadrilha era eleger senador prefeito de Goiânia

Procurador-geral recusa convite, mas CPMI vai convocá-lo

Amorim quer elevar orçamento da Defesa do atual 1,5% do PIB para a média de 2,4% dos Brics

STJ barra armação contra o governador do Distrito Federal

Página 4

RS: Governo propõe criação de empresa para gestão das rodovias

Câmara dos Deputados aprova PL que torna crime a exigência de cheque caução para atendimento médico

Esquema Veja-Cachoeira maquinou contra toda a cúpula do Ministério dos Transportes

Tributo à Cabeça Filho - Emerson Leal

PPL da Paraíba lança “Frente Democrática por Bayeux”

CARTAS

Página 5

 

 

Página 6

Evo comemora 1º de Maio com nacionalização de distribuidora

México: trabalhadores convocados a afastar o capacho dos EUA, Calderón

Cuba: Trabalhadores tomam a Praça José Marti para condenar o bloqueio dos EUA

Venezuela proíbe terceirizações, amplia licença maternidade e reduz jornada de trabalho a 40 horas

Nicarágua dá adeus a herói da Frente Sandinista, Tomás Borge

Obama faz campanha celebrando assassinato de Osama Bin Laden

Mercenários matam filho de opositor que se nega a aderir a terror contra Síria

Página 7 Página 8

Agripino Grieco e a ressurreição da literatura brasileira no século XX