A farra das CPIs contra o Ecad

TUNINHO GALANTE*

Recentemente, terminou mais uma CPI contra o Ecad, desta vez no Senado. A farra das CPIs contra o Ecad começou em 1995, em Brasília. Depois vieram as de Mato Grosso, em 2005; São Paulo, em 2009; e Rio de Janeiro, em 2011.

Pelo andar da carruagem, isso acaba virando esporte olímpico, entra no calendário oficial com direito a feriadão, micareta e rainha de bateria.

Cabe uma pergunta: em cinco CPIs, não ficou comprovado nada contra o Ecad? Será que os parlamentares não souberam investigar? Ou será que o Ecad não é tão ruim quanto falam?

O Ecad, no ano passado, distribuiu R$ 411,8 milhões a 92.650 compositores, intérpretes, músicos, editores musicais e produtores fonográficos, já descontado seu percentual de 17% de custo administrativo. A gestão coletiva é feita em forma de condomínio. Esses 96.650 titulares/”moradores” “residem” em 9 associações de gestão coletiva. Imagine administrar um condomínio deste tamanho!

Eu defendo o Ecad porque ele é uma conquista da classe. Defender não é acobertar erros, mas melhorar o sistema. Criamos uma comissão de artistas, que tem levado o simpósio Entendendo o Direito Autoral a todo o Brasil desde o ano passado. Já cansei de convocar artistas dissidentes para participar da comissão. Eles nunca vão à reunião do condomínio da gestão coletiva brasileira, preferem participar através de deputados e senadores, muitos donos de emissoras de rádio e televisão, outros, candidatos a prefeito e até a ministro da Cultura.

A justificativa de mais uma CPI contra o Ecad já era pífia: uma fraude de R$ 120 mil praticada por falsários. Deveria haver uma CPI sobre o sistema financeiro por causa do rombo ocorrido no Banco PanAmericano, do Silvio Santos? O Ecad e a UBC (União Brasileira de Compositores) foram vítimas do golpe. A UBC já tinha denunciado a fraude à Delegacia de Crimes contra a Propriedade Imaterial do Rio (inquérito 745/2011) e reembolsado os artistas prejudicados. Que os culpados sejam presos!

É uma luta receber direito autoral no Brasil. Mais de 30% das rádios são inadimplentes. Televisões só pagam na Justiça. A CPI quer que o governo fiscalize o Ecad, mas televisões e rádios públicas são inadimplentes.

A ministra Ana de Hollanda fez um apaixonado discurso na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal no dia 24 de abril, defendendo o direito autoral. A gestão anterior estava preocupada em “flexibilizar” esses direitos, guiada por algumas pessoas que patrocinam ações judiciais contra o Ecad no valor de R$ 140 milhões (somente uma ação individual é de R$ 70 milhões).

Esses personagens também inspiram o relatório final da CPI. Pesquisem na internet.

Eu tinha sido convidado a depor na CPI, resolvi assistir a uma sessão pela TV e vi um senador do Pará afirmar categoricamente que era dono de emissora de televisão, mas não pagava direito autoral por achar que não devia.

Ainda bem que eu não estava presente: sairia de lá preso.

Quem sabe, na próxima...

*Tuninho Galante é compositor. Publicado em “O Globo” de 06/05/2012 com o título: “Cinco CPIs... e nada!”


Capa
Página 2

Bancos dizem que apoiam crédito, mas não abrem mão do juro alto

Carta Aberta ao Ministro Ayres Brito - Luis Nassif

Dona da JBS Friboi diz que assume Delta

Ideli diz que Dilma avalia vetos no Código Florestal

Balança do agronegócio tem queda no superávit em abril

Expediente


 

Página 3

Conluio criminoso: a fabricação do probo Demóstenes pela Veja

Gurgel arquivou pedido feito em 2009 para investigar Demóstenes, diz delegado na CPI

Sob pressão, procurador inclui Perillo no inquérito

Protógenes repele manobra da “mídia criminosa”

Parlamentares defendem convocação de Civita 

Unânime, Conselho de Ética inicia processo contra “mosqueteiro”

Dilma: Brasil requer as FFAA bem equipadas para defesa das hidrelétricas e do pré-sal 

 

Página 4

Ruralistas tentam barrar PEC do Trabalho Escravo no Congresso

CNAB realiza homenagem a Luiz Gama na próxima sexta

Presidente da ALRS pede redução do juro da dívida estadual para 2%

Senado aprova Lei Geral da Copa

Marinha realiza com sucesso o teste de motor brasileiro para mísseis Exocet MM40

A farra das CPIs contra o Ecad - TUNINHO GALANTE*

CARTAS

Página 5

 

 

Página 6

Kim Jong Un: “Seguir o legado de Kim Il Sung de socialismo e independência”

Rosanita Campos: "EUA, Europa e Japão submergem no desemprego enquanto a América Latina se desenvolve"

Declaração de Pyongyang destaca a “nova era de progresso e prosperidade”

Página 7 Página 8

O Dom Casmurro de Machado pelo crítico Agripino Grieco