Maduro responsabiliza Capriles por incêndios de sedes do PSUV

   O presidente eleito da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou que setores de extrema-direita atiçados pelo candidato derrotado Henrique Capriles incendiaram sedes do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) nos estados de Anzoátegui e Táchira. Em uma roda de imprensa no Palácio Miraflores, Maduro responsabilizou diretamente o ex-candidato opositor por promover a desestabilização do país e convocou a população tomar as ruas para garantir a paz. “A loucura da oposição está desatada”, advertiu.

  Maduro afirmou que os malfeitores queimaram a parte baixa da sede do PSUV na cidade de Barcelona com gente dentro, e fizeram disparos quando o governador Aristóbulo Istúriz foi visitar o local. Ele acrescentou que tentaram queimar a casa de William Izarra (pai do ministro Andrés Izarra), em El Hatillo (estado de Miranda), com ele e a família dentro. “E se matam William Izarra? Você, ex-candidato amarelo, provocou isso por não reconhecer os resultados, por seu capricho, você vai terminar pior que Carmona Estanga [golpista de 2002], estou duvidando inclusive que dê tempo para terminar em Nova Iorque”.

  Em Táchira, queimaram parcialmente a sede do PSUV usando bombas incendiárias, igualmente assediaram casas de deputados bolivarianos e lhes lançaram pedras. “Não vão nos amedrontar, estamos preparados para isso ou mais”, assinalou o chefe de Estado. Já no estado de Barinas queimaram duas motos e um veículo diante de uma sede do PSUV, e assediaram a residência do governador Adán Chávez, irmão do presidente morto.

  Há nove policiais feridos. Também assediaram os canais estatais de televisão. “Que o mundo saiba, a oposição voltou à loucura, hoje não é 15 de abril, hoje é 8,9 de abril de 2002 para eles, voltaram à loucura, retrocederam”, destacou Maduro.
 


Capa
Página 2
Página 3

ANP diz que pretende entregar pré-sal às múltis de 2 em 2 anos

Advogados de réus da AP 470 repudiam Barbosa por cercear direito de recursos

Dilma parabeniza Nicolás Maduro pela vitória eleitoral na Venezuela

Lula aplaude Maduro e critica EUA: ‘vira e mexe os americanos cismam em contestar uma eleição’ 

Requião: governo caiu na armadilha da privatização

Gleisi rejeita respeitar autonomia do porto de Suape, como pediu Eduardo Campos

“Barbosa acha que pode tudo”, afirma líder da Associação dos Magistrados

Tarso: A “Grande Mídia” é intolerante -1

Banquete pago por advogado para Luiz Fux pega mal e é cancelado

Página 4 Página 5 Página 6

Atos em Washington e Nova Iorque exigem fechamento de Guantánamo

Torturas no campo de concentração leva a rebelião dos presos e greve de fome

   Portugueses exigem fim do arrocho e do desemprego em ato comandado pela CGTP

Ingleses lotam Trafalgar Square para expressar sua repulsa a Thatcher cantando: “A bruxa está morta!”

Guantánamo está me matando

RPDC quer que Coreia do Sul se desculpe por desrespeito à imagem dos líderes nacionais

EUA usa seus drones para atacar funerais no Paquistão

Página 7 Página 8

As razões da Coreia Popular frente à agressão dos EUA & seus satélites