Apple, Google e Amazon encabeçam a sonegação

Enquanto em nome da “austeridade” cidadãos comuns são obrigados a pagar mais impostos e sofrem cortes nos programas sociais, múltis apelam para todo tipo de estratagema para pagar pouco ou nenhum imposto, e agora a Apple, a Google, a Amazon e a Starbucks estão na mira das denúncias sobre evasão fiscal.

Na segunda-feira (20) um subcomitê do Senado dos EUA denunciou que a Apple – a gigante dos computadores, tablets e smartphones – estava sonegando bilhões de dólares através de fachadas em paraísos fiscais. Uma das afiliadas irlandesas, Apple Sales International (ASI), registrou receita de vendas de US$ 74 bilhões em quatro anos, mas praticamente não pagou imposto. Em 2011, a ASI teve uma receita pré-taxas de US$ 22 bilhões, mas pagou apenas US$ 10 milhões de imposto, uma taxa de 0,05%.

O presidente do subcomitê, o democrata Carl Levin, disse que “a Apple não ficou satisfeita em mudar seus lucros para um paraíso fiscal”. “A Apple procurou o Santo Graal da evasão fiscal. Criou entidades offshore que mantinham bilhões de dólares, enquanto clamava ser residente fiscal em parte alguma. Pretendemos destacar esse artifício e outras táticas de evasão fiscal offshore da Apple para que as famílias trabalhadoras americanas, que pagam a sua parte dos impostos, saibam como brechas fiscais offshore elevam sua carga tributária, aumentam o déficit federal, e deveriam ser fechadas”. Uma fonte do subcomitê classificou as criações da Apple como “i-companies”, “i de imaginárias, invisíveis”.

Já na Inglaterra quem está sob fogo cerrado é a Google, desde que um ex-executivo da corporação, Barney Jones, disse ter “100.000 e-mails e documentos” registrando a evasão fiscal, também feita utilizando a Irlanda como base de operação, onde o imposto é bem menor. Assim, as vendas da Google no país chegam a 3,2 bilhões de libras esterlinas, mas desviadas através de Dublin, pagou em 2011 apenas 6 milhões em imposto corporativo.

Falando ao “Sunday Times”, Jones afirmou “que as vítimas reais são os contribuintes comuns na Grã Bretanha que estão sendo trapaceados pela Google. Eles não têm os meios para contratar contadores para fingir que eles fazem seu dinheiro na Irlanda, Bermuda ou Ilhas Virgens Britânicas. O que a Google está fazendo é imoral”.

Na semana passada, foi revelado que a Amazon somente pagou 2,4 milhões de libras esterlinas de imposto corporativo apesar de fazer 4,2 bilhões em vendas. Já a rede de cafés Starbucks, que abriu uma filial na Inglaterra em 1998 e desde então faturou 3 bilhões de libras esterlinas, durante esse período pagou tão somente 8,6 milhões em impostos, e tudo legalmente. Diante da repercussão das denúncias, a Starbucks anunciou, como gesto de boa vontade, que no período de 2013-2014 iria pagar voluntariamente 10 milhões acima dos requisitos legais.                          A.P.

 


 

 

Capa
Página 2
Página 3

A MP privatista dos portos e o desenvolvimento nacional

Consultoria inglesa e armadores aplaudem aprovação da MP 595

Procuradoria-Geral reconhece que não houve compra de votos na reforma da Previdência

Eleito presidente do PSDB e aparentemente sóbrio, Aécio garante que FHC é um gênio

“Arrecadação recorde” é farsa para esconder fiasco do leilão da ANP

Barbosa agride os partidos e o Congresso. Mais tarde, disse que não teve a intenção

“Sabíamos que Joaquim Barbosa não sabia nada de Direito”, disse o presidente da OAB, seção Paraná

Santayana: “em Bangladesh, privatização de empresas públicas chegou à perfeição e a miséria também”

Sargento: “torturavam, matavam e depois exibiam os corpos dos presos políticos no DOI-Codi/SP”

OAB anuncia apoio à PEC 37, que impede o Ministério Público de atuar fora da lei

Página 4 Página 5 Página 6

Síria: canibais bancados pela CIA são derrotados em Qusair

Autoridades sírias apreendem jipe  israelense que apoiava terroristas

Qatar destinou US$ 3 bilhões aos bandos de mercenários na Síria

Multidões tomam as ruas de Londres e Madri em defesa da saúde pública

Stephen Hawking declara seu apoio ao boicote acadêmico contra ocupação da Palestina

Rússia defende direito da Coreia Popular a teste de seus mísseis

Planeta está livre do carniceiro Jorge Videla

Página 7 Página 8

Os herdeiros de Vichy e a MP dos Portos (1)