Belchior diz não fazer ideia de onde sairão os   R$ 50 bi para a mobilidade

Partidos, centrais e entidades sociais sugerem que eles sejam retirados do superávit primário

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, admitiu, no último dia 10, que o governo ainda não definiu a fonte de recursos para as melhorias nos transportes das capitais brasileiras anunciadas pela presidente Dilma no mês passado.

Após as manifestações contra os aumentos das tarifas e por qualidade no transporte público tomarem conta das principais cidades do país, a presidente anunciou que as cidades teriam R$ 50 bilhões para planos de mobilidade urbana.

Segundo Belchior, ainda está indefinida a origem os recursos para os investimentos e os procedimentos a serem adotados para liberação do dinheiro para os estados.

Após o anúncio, governadores dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Ceará, Paraná, Rio Grande do Sul e Pernambuco, assim como os prefeitos das suas capitais, apresentaram as suas demandas ao governo federal.

Somente os pedidos desses oito estados, já ultrapassaram os R$ 52 bilhões.

Estranhamente, assim que o valor ultrapassou o valor oferecido, Miriam deu por encerradas as reuniões.

“Encerramos esse ciclo [de reuniões] e vamos parar para fazer o balanço”, disse.


Capa
Página 2
Página 3

Trabalhadores ampliam a voz das ruas para o Brasil crescer

Amorim: Brasil está vulnerável à espionagem

Fernando Brito: o MP falhou e se omitiu no sumiço do processo de sonegação da Globo

Royalties para Educação e Saúde: Câmara rejeita mudanças do Senado e repõe verbas

Siqueira: a lei não prevê a tabela que a ANP criou para o pre-sal

Requião: a Bozz Allen planejou programas para o governo FHC

Página 4 Página 5 Página 6

Rússia exibe provas do uso de gás sarin pelos mercenários na Síria

Egito: premiê assume propondo cortar subsídios a alimentos e gás de cozinha

Cristina: “Estado é fundamental para reerguer a economia da Argentina”

Centrais sindicais gregas convocam greve geral contra a demissão massiva no setor público

   “Submissão de Peña Nieto a EUA joga o povo na miséria”

Ex-ministro chinês condenado a pena de morte por corrupção

 

Página 7 Página 8

Tancredo e a emancipação do Brasil

Publicidade