Venezuela recebe pedido formal de asilo de Snowden

Após receber formalmente na segunda-feira o pedido de asilo político do ex-técnico da CIA, Edward Snowden, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que o jovem perseguido por Obama é quem decidirá quando voará à nação bolivariana.

Maduro acusou o governo dos Estados Unidos de “suscitar a loucura” e a “perseguição” a Snowden, após sua revelação do criminoso esquema de espionagem montado contra cidadãos, empresas e governos de todo o mundo. “A América Latina está dizendo a este jovem: ‘o senhor está sendo perseguido pelo império, venha para cá’”, declarou o presidente venezuelano, sublinhando que “os EUA não governam o mundo” e que em solidariedade ao jovem, se levanta “um país livre e soberano”.

O passaporte de Snowden foi revogado pelas autoridades estadunidenses, mas um documento de viagem que sirva como salvo-conduto é o suficiente para que possa se dirigir até um país que lhe dê abrigo. Na América Latina, Bolívia, Equador e Nicarágua também condenaram a espionagem estadunidense e ofereceram asilo a Snowden.


Capa
Página 2
Página 3

Trabalhadores ampliam a voz das ruas para o Brasil crescer

Amorim: Brasil está vulnerável à espionagem

Fernando Brito: o MP falhou e se omitiu no sumiço do processo de sonegação da Globo

Royalties para Educação e Saúde: Câmara rejeita mudanças do Senado e repõe verbas

Siqueira: a lei não prevê a tabela que a ANP criou para o pre-sal

Requião: a Bozz Allen planejou programas para o governo FHC

Página 4 Página 5 Página 6

Rússia exibe provas do uso de gás sarin pelos mercenários na Síria

Egito: premiê assume propondo cortar subsídios a alimentos e gás de cozinha

Cristina: “Estado é fundamental para reerguer a economia da Argentina”

Centrais sindicais gregas convocam greve geral contra a demissão massiva no setor público

   “Submissão de Peña Nieto a EUA joga o povo na miséria”

Ex-ministro chinês condenado a pena de morte por corrupção

 

Página 7 Página 8

Tancredo e a emancipação do Brasil

Publicidade