Profissionais do “Mais Médicos” são recebidos com festas nos municípios em que trabalharão

Médicos integrantes do programa Mais Médicos do governo federal foram recebidos com festividade em diversas cidades brasileiras nesta última segunda-feira (2), primeiro dia do programa. 454 cidades brasileiras receberam médicos brasileiros e estrangeiros do programa neste primeiro dia.

Em Porto Alegre, 44 médicos estrangeiros do programa foram calorosamente recebidos pelo governador do Estado, Tarso Genro, secretários e deputados estaduais com um coquetel e musica no Palácio Piratini, sede do governo estadual. Este grupo reforçará as equipes do Sistema Único de Saúde (SUS) de 20 municípios gaúchos.

Tarso afirmou que os médicos serão muito bem recebidos pelo estado e pelos seus colegas gaúchos. “Eles serão muito bem recebidos. Tenho certeza de que a ampla maioria dos médicos do Rio Grande do Sul também vai recebê-los com respeito, com carinho e atenção, porque eles não estão tirando o lugar de trabalho de ninguém. Estão ocupando os espaços que não foram desejados por médicos do nosso país”, disse Tarso.

O palestino Tareq Abuiyada reconheceu o desafio da sua tarefa, e está seguro que vai ajudar a melhorar o atendimento na saúde. “Temos muita aceitação do povo. Estou seguro que quando nossos colegas brasileiros perceberem que o programa vai dar certo, que vai ajudar o seu povo, eles vão nos apoiar”.

Em Fortaleza a recepção também foi com comemoração neste primeiro dia. Pela manhã os médicos participaram de um café da manhã com música ao vivo e dinâmica de grupo.

24 médicos de diversas nacionalidades conheceram, também nesta segunda-feira (2) seus postos de trabalho em Fortaleza. Eles foram recepcionados na Palhoça da Saúde Mental, no bairro Bom Jardim, na divisa com Caucaia, um dos bairros mais carentes da capital cearense.

No domingo (1º), a noite foi de dança, musica cubana e festa organizada por diversas entidades e a Casa de Amizade Brasil/Cuba com presença do secretário do Estado da Saúde, Arruda Bastos, para recepcionar os médicos que chegaram a Fortaleza para fazer parte do programa.

“Estamos prontos para ajudar o povo do Brasil”, frisou a médica cubana Ivia, ao agradecer em nome de todos os colegas as homenagens recebidas. Ao final todos foram contagiados pelo som de Guantanamera, cantada pelos próprios cubanos que invadiram o salão de dança.


Capa
Página 2
Página 3

Dilma foi espionada pelos EUA, revelam documentos

Leilão de Libra: um crime contra o desenvolvimento, a soberania nacional e as condições de trabalho (FUP)

FUP convoca ato contra o leilão de Libra no pré-sal

STF mantém injustiça e condenação de Dirceu

Cabral diz que não há definição sobre sua saída do governo

Donadon: Alves diz que vai pedir urgência ao Supremo

Globo: a defesa do apoio ao golpe e à ditadura

Fuga de Molina da embaixada brasileira foi um fato grave, reitera Dilma para Evo

Página 4 Página 5 Página 6

Mexicanos rechaçam a privatização da Pemex

   Central dos servidores gregos convoca greve nacional contra demissões para atender Troika

Greve nacional na Colômbia tem primeiras vitórias

Centrais marcam greve contra aumento do tempo de contribuição para aposentadoria

PIB da Espanha tem recuo pelo oitavo trimestre

Tribunal Constitucional de Portugal rejeita lei que facilita demissões em massa no país

Provocações EUA/Coreia do Sul sabotam esforços de paz

Página 7 Página 8

O baixo investimento e o massacre da indústria nacional de bens de capital