Deputado Kucinich: “há denúncias de pelos menos 2 ataques químicos cometidos pelos contras na Síria”

Também é uma grosseira mentira que os contras não tenham usado armas químicas, como alegam os EUA. O ex-deputado norte-americano Dennis Kucinich, duas vezes pré-candidato a presidente pelos democratas, lembrou ao site “Thruthdig” que há pelo menos duas denúncias estabelecidas de ataques químicos cometidos pelos contras. Ele destacou despacho da “Voz da América” registrando que o embaixador russo na ONU entregou ao Conselho de Segurança 80 páginas de documentos provando o uso de armas químicas pelos assim chamados rebeldes em março. “Cientistas russos concluíram de um exame de amostras tiradas do local do alegado ataque que a arma usada ‘não era industrialmente manufaturada e estava cheia de sarin,’ que também ficou determinado que não foi feito profissionalmente”. “Portanto, disse o embaixador, “há toda a razão para que tenham sido os combatentes de oposição armados que tenham usado armas químicas no ataque”.

Kucinich também lembrou que o uso de agentes químicos por “rebeldes” foi apontado pela investigadora especial da ONU Carla Del Ponte, que acrescentou que as provas eram de que não haviam sido as forças do governo. O ex-deputado também se referiu a relatos descrevendo foguetes recuperados perto de Ghouta como “de fabricação caseira”, isto é, improvisados. Quanto à suposta interceptação de diálogo entre militares sírios sobre Ghouta, Kucinich dá também outra versão: o que aparentemente os oficiais sírios estão fazendo na gravação é “negando que iniciaram um ataque” e não declarando que cometeram um.

 


Capa
Página 2
Página 3

Dilma foi espionada pelos EUA, revelam documentos

Leilão de Libra: um crime contra o desenvolvimento, a soberania nacional e as condições de trabalho (FUP)

FUP convoca ato contra o leilão de Libra no pré-sal

STF mantém injustiça e condenação de Dirceu

Cabral diz que não há definição sobre sua saída do governo

Donadon: Alves diz que vai pedir urgência ao Supremo

Globo: a defesa do apoio ao golpe e à ditadura

Fuga de Molina da embaixada brasileira foi um fato grave, reitera Dilma para Evo

Página 4 Página 5 Página 6

Mexicanos rechaçam a privatização da Pemex

   Central dos servidores gregos convoca greve nacional contra demissões para atender Troika

Greve nacional na Colômbia tem primeiras vitórias

Centrais marcam greve contra aumento do tempo de contribuição para aposentadoria

PIB da Espanha tem recuo pelo oitavo trimestre

Tribunal Constitucional de Portugal rejeita lei que facilita demissões em massa no país

Provocações EUA/Coreia do Sul sabotam esforços de paz

Página 7 Página 8

O baixo investimento e o massacre da indústria nacional de bens de capital