Mercenários confessam limpeza étnica na Síria

Em declaração postada na internet e reproduzida pela Associated Press, a Frente Al Nusra – organização ligada à Al Qaeda que integra os contras que tentam derrubar o presidente Bashar Al Assad -, anunciou ter assassinado pelo menos “30 alauitas”, como eles se referiram aos cidadãos sírios que chacinaram, de três aldeias na província de Homs, Maksar Al Hasan, Jab Al Jarrah e Al Massoudiyh.

A matança em Maksar Al Hasan durou dez horas, o tempo necessário para serem expulsos pelas tropas legalistas. Alauitas, de fé xiita, sunitas, cristãos, curdos e outros grupos étnicos sempre conviveram na Síria sob o governo secular instaurado pela revolução baasista.

O autointitulado “Observatório Sírio dos Direitos Humanos, pró-mercenários, e que opera desde Londres, na Inglaterra, confirmou a morte de 22 aldeãos de Maksar Al Hasan.


Capa
Página 2
Página 3

Estrella: “leiloar 10 bi de barris já descobertos não está certo”

A 11ª rodada de licitação foi outro erro estratégico, apontou o ex-diretor

Senadores apresentam projeto para barrar leilão

Fernando Siqueira denuncia ao TCU ilegalidades do leilão 

Centrais sindicais: “Não ao leilão de Libra!”

Deputado diz que leilão de Libra não deve ser realizado

Recursos: Gilmar e Mello pressionam ministro para atender a mídia golpista

Página 4 Página 5 Página 6

Barbárie da agressão imperial de volta a sua própria caserna

Policial mata com 10 tiros negro desarmado na Carolina do Norte

Sul-coreano é assassinado ao tentar fugir para a RPDC

Defesa de salário e aposentadoria lota as ruas de Varsóvia

Belgas investigam espionagem dos EUA em Bruxelas, sede da União Europeia

Índia testa míssil intercontinental

Chile: a anatomia de um golpe - II

Página 7 Página 8

   Projeto da mineração privilegia entrega do subsolo nacional (1)

Publicidade