Espionagem: investigação de José Eduardo Cardozo não andou após um ano

As investigações da Polícia Federal (PF) sobre a espionagem dos Estados Unidos a computadores e interceptações telefônicas no Brasil não avançaram, apesar da farta documentação que veio a público sobre o assunto.

Após as revelações feitas no ano passado pelo ex-agente da inteligência norte-americana Edward Snowden, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou a abertura de inquérito sobre as denúncias. Iniciadas em julho de 2013, as investigações tramitam em caráter sigiloso. Mas, segundo informações do portal iG, a Polícia Federal tem tido extrema dificuldade em avançar no caso.

Os documentos vazados por Snowden apontam que o governo dos EUA montou uma rede de espionagem mundial, que bisbilhotou a vida de milhões de pessoas e diversos governantes mundo afora, entre eles a própria presidente Dilma Rousseff. Conforme as denúncias, a NSA também invadiu os sistemas de informática da Petrobrás.

De acordo com o iG, as investigações estão paradas e, após quase um ano, ainda não se conseguiu identificar quem, de fato, conseguiu espionar a presidente. A PF também estaria enfrentando dificuldades em acessar as redes internacionais de dados que foram usadas na operação, além de dar andamento a depoimentos.

Ora, os documentos revelados pelo ex-agente, amplamente divulgados pelos meios de comunicação, não deixam dúvidas sobre isso. Além, é claro, do fato de que a obtenção de um depoimento de Snowden no inquérito é absolutamente dispensável para a elucidação dos fatos.

Sobre isso, entretanto, a PF estaria tentando, sem sucesso, ouvi-lo desde outubro do ano passado. Houve até mesmo um pedido formal ao Ministério de Relações Exteriores para que diplomatas brasileiros mediassem a tomada do depoimento, mas sem avanços.


Capa
Página 2
Página 3

PNAD Contínua derruba versão do governo sobre desemprego

Eduardo: “é preciso rever o fator previdenciário que achata indevidamente as aposentadorias”

Lula avalia que Dilma espantou os empresários e cobra dela mais esforço para reaproximá-los 

Aécio nega que seja usuário de cocaína

Skaf avisa Dilma que PT será adversário em SP

Dilma faz de tudo para agradar Obama e nega asilo a Snowden

Espionagem: investigação de José Eduardo Cardozo não andou após um ano

Página 4 Página 5

SP: metroviários recusam reajuste abaixo de 10% e entram em greve

Brasil x Panamá: mais um show de Neymar

Professores conquistam incorporação de abono

Dilma é recebida com protesto de servidores durante visita ao Rio

Policiais Militares de SP fazem manifestação contra proposta do governo de reajuste zero

IBGE: servidores denunciam descaso do governo durante ato no centro do R. de Janeiro

Página 6

Figuras e figurinhas em 1964: antes e depois do golpe contra o Brasil (16)

Página 7 Página 8

Sírios reelegem o presidente Assad com 88,7% dos votos

Espanhóis exigem respeito à Constituição que determina referendo sobre monarquia

Nem com tsunami de dólares EUA evita elevação do déficit comercial

União Patriótica afirma apoio a Santos no segundo turno: "pelo fim do conflito armado na Colômbia"

“Novo governo cimenta a unidade palestina contra ocupação”, afirma Barghouti

Eleito presidente, El Sisi assume governo no Egito

P.O.W. trocado por Obama é desertor e odiava a guerra