Para deputado Sibá Machado, é interesse do trabalhador ter seus direitos cortados

O deputado Sibá Machado (PT-AC) não fez a menor cerimônia para defender na terça-feira, em entrevista à Rede Globo, que as medidas de arrocho anunciadas nos últimos dias pelo governo Dilma, entre elas as Medidas Provisórias 664 e 665 com cortes no seguro desemprego, auxílio doença e pensão por morte, são decisões que "visam defender os interesses dos trabalhadores". "Essa são medidas que visam o bem do trabalhador e a defesa de seu emprego", disse o parlamentar. A declaração foi feita no mesmo dia em que Dilma vetou a correção da tabela de imposto de renda, elevando com isso os impostos dos assalariados.

Não se sabe exatamente em que mundo está vivendo o deputado Sibá Machado para defender essas asneiras neoliberais. O pacote que, segundo o governo, pretende tirar R$ 18 bilhões das despesas públicas para serem usados no pagamento de juros, está gerando protestos em todo o país e levando todas as centrais sindicais a se mobilizarem para derrotá-lo.

As MPs atingem a pensão por morte, o auxílio doença e o seguro-desemprego. A partir de março, a pensão por morte só será concedida ao cônjuge que comprove no mínimo dois anos de casamento e seu valor será de 50% do benefício do segurado que morreu. Também será necessário comprovar 24 meses de contribuição para a Previdência.

A duração da pensão ainda será limitada conforme a expectativa de sobrevida do cônjuge beneficiário. Apenas o cônjuge com mais de 44 anos teria direito à pensão vitalícia. No caso do seguro-desemprego, o trabalhador demitido terá que comprovar 18 meses de carteira assinada para receber o benefício contra seis meses da regra atual. Na segunda solicitação, a carência cai para 12 meses. O auxílio doença, que era obtido após 15 dias de afastamento do trabalho só será obtido agora após 30 dias.

Ou seja, o deputado petista foi escalado para defender os interesses dos banqueiros e dos especuladores, advogando que as mudanças são "corretas e necessárias". "Há uma suspeita muito grande de pessoas estarem abandonando o emprego por interesse de ficar mais em casa, recebendo o seguro-desemprego. Então essas MPs vêm no sentido não de tirar direitos, mas de fazer um ajuste do uso dos benefícios do trabalhador", argumentou o brioso parlamentar.

SÉRGIO CRUZ


Capa
Página 2
Página 3

‘Propina na Petrobrás é execrável e envolvidos têm que ser presos’

Para deputado Sibá Machado, é interesse do trabalhador ter seus direitos cortados

Empreiteira do Clube do Bilhão tenta escapar da punição pedindo afastamento do juiz Moro

Vice do PT contesta críticas da Fundação Perseu Abramo e diz que Joaquim Levy é um ser superior

Irmão de Eduardo Campos estranha que jornal tenha acessado investigações da Aeronáutica

Entre os lacaios (Lênin)

Maluf: “Chinaglia é homem muito honesto. Voto nele” 

Página 4 Página 5

Contra traições de Dilma, Centrais convocam Dia Nacional de Lutas

Dirigente da CUT/RS inclui redução dos juros na pauta dos trabalhadores

Para sindicalistas, veto à correção do IR é confisco ao salário dos trabalhadores

Aeronautas e aeroviários iniciam paralisações diárias por reajuste

Polícia interdita Contax por violações trabalhistas no PE

Bancários defendem Caixa 100% pública

 

Página 6

Tsipras: "Vamos afastar os que conduziram o país à catástrofe"

Mexicanos denunciam o governo por abafar crime contra os 43 estudantes

"Este rapaz juntou pistas falsas e informações distorcidas"

Evo inicia novo mandato: "Vamos consolidar revolução com conquistas na produção e justiça"

Relatório da Oxfam subestima desigualdade no planeta

Boko Haram: o braço armado para desestabilizar a Nigéria (II)

Síria: ataque terrorista em Homs mata 5 civis e fere 70

Página 7

 Obama promete no Congresso tudo o que sabe que não passa

    Iêmen: capacho pró-EUA escapa por agora de andar na prancha

   
Economia chinesa cresceu 7,4% e a indústria teve incremento de 8,3%

    "Liberdade de expressão" na França: piada com Charlie dá cadeia e insulto à fé islâmica é chique

  
 Alemanha acelerou em 2014 o repatriamento de sua reserva de ouro sob custódia dos EUA

    RPDC conclama nação coreana à reunificação pacífica e independente
 


   
 

 



  

Página 8

O nascimento da República e os jabutis em cima das árvores (4)