Odessa: governador indicado pela junta de Kiev terá os salários pagos pelos Estados Unidos

O novo governador da região de Odessa, na Ucrânia, Mikhail Saakashvili, anunciou pela sua página do Facebook que sua equipe irá ser financiada pelo governo dos Estados Unidos.

“No ambito da pressão de anti-corrupção de Odessa, o governo dos EUA concordou em fornecer fundos para os salários do novo time de Saakashvili,” escreveu o novo governador após uma reunião com o embaixador estadunidense, Geoffrey Pyatt.

Mikhail Saakashvili, foi nomeado governador da região de Odessa, não através de eleições, mas diretamente pelo presidente ucraniano Petro Poroshenko que contrariando a constituição do próprio país, que proíbe a estrangeiros posições em cargos governamentais, decretou que Saakashvili, nascido na Geórgia, seja um cidadão ucraniano.

Saakashivili, por sua vez, está foragido da justiça da Geórgia, seu país de origem, onde foi presidente de 2004 a 2013, as acusações contra ele vão de abuso de poder na repressão a manifestantes antigoverno em 2007, envolvimento com um ataque à uma estação de TV que fazia oposição ao seu governo e o desfalque em milhares de dólares no orçamento do país.

Ele também anunciou que instrutores da polícia estadunidense irão treinar os policiais de Odessa, que receberam seus novos uniformes, que estranhamente lembram os do EUA.


Capa
Página 2
Página 3

MP dilmista corta salário e aprofunda recessão no país

Emissário da campanha de Dilma me pediu para trazer R$ 20 milhões de volta ao Brasil, diz doleiro

Pessoa, da UTC, entregou à Justiça tabela de doações à campanha da reeleição dilmista

PPL: “Dilma declarou guerra ao país”

Segundo aliados, Cid e Ciro estão próximos de filiar-se ao PDT

Para engenheiro, plano de Dilma e Bendine para desinvestir Petrobrás não tem diferença do PL de Serra

Musa da mandioca obedece aos EUA e vota contra a Síria

Página 4 Página 5

ABC: metalúrgicos da Mercedes dizem ‘Não!’ à redução salarial

RJ: trabalhadores protestam contra demissões e fechamento do estaleiro Mauá, em Niterói

Comemoração ao 2 de julho reúne milhares na Bahia e professores realizam ato contra cortes do governo

Alckmin deve pagar salários dos docentes grevistas, determina STF

Abimaq-MG: Setor de máquinas e equipamentos pode demitir mais de 9 mil até o final do ano

Fiat: Mais 1200 trabalhadores em férias coletivas em Taubaté

ESPORTES

Página 6

Assange: “TISA é instrumento de monopólios contra democracia”

Odessa: governador indicado pela junta de Kiev terá os salários pagos pelos Estados Unidos

Wikileaks denuncia que Dilma foi grampeada por EUA até a bordo do avião presidencial

Arrocho para pagar banca mergulha Porto Rico no caos e na recessão. FMI recomenda mais cortes

Chile: greve de professores contra ensino privatizado passa de 30 dias

A verdade ainda que tardia: a descoberta dos arquivos do terror na Guatemala - II

Página 7

Grécia enfrenta chantagem de Merkel e dá rotundo ‘Não’ à Troika
 

 
  Milhares foram às ruas em apoio à Grécia nas principais cidades da União Europeia

   Piketty: ’Alemanha nunca pagou suas contas e não pode dar lições a ninguém’

   Diretora do FMI: “os idosos vivem demais e são um perigo”

 
  Honduras: 100 mil nas ruas de Tegucigalpa exigem renúncia do presidente Juan Orlando

Fidel a Tsipras: “Foi uma brilhante vitória política”


   Raúl: “Valente política do governo grego conta com apoio majoritário”

 

Cristina Kirchner: “referendo da Grécia marca a vitória da democracia e da dignidade”

Evo Morales saúda ‘o início da libertação do povo grego da política imperial do FMI’

 

Página 8

Governo anuncia mais aumentos para as tarifas de energia elétrica