Governo edita MP que incita o trabalhador a abrir mão do FGTS para pagar banqueiros

Na sua cruzada para garantir o lucro dos pobres banqueiros o governo editou na quarta-feira (30) a Medida Provisória 719 que autoriza os empréstimos consignados para os trabalhadores do setor privado. A novidade é a de permitir que os contratos desses empréstimos descontados em folha incluam cláusulas que obriguem o trabalhador a dar em garantia, de forma irrevogável e irretratável, até 10% do saldo de sua conta vinculada no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e até 100% do valor da multa paga pelo empregador, em caso de demissão sem justa causa.

Com certeza, apesar de não ser obrigatória pela MP, os bancos incluíram as duas cláusulas nos contratos e sem muitas sutilezas farão os empréstimos apenas se você concordar com esses termos.

A gestão Dilma só pensa em garantir os ganhos dos bancos. Com isso, seus lucros dispararam e o país entrou numa terrível recessão. A obra de destruição nacional do governo continua. Juros esquizofrênicos, queda nos investimentos públicos e cortes de toda ordem, com 3 milhões desempregados em 2015.

Essa MP reflete a irresponsabilidade desse governo. Cria uma crise monstruosa, joga milhões a sua própria sorte. Os endividados já são milhões, contas básicas de luz e água não estão sendo pagas, e ainda querem comprometer as reservas do trabalhador.
 


 


Capa
Página 2
Página 3 Página 4 Página 5 Página 6 Página 7 Página 8