Atividade da indústria paulista cai 11% no primeiro trimestre

A atividade da indústria paulista - a maior e mais desenvolvida do país - caiu expressivos 11% nos primeiros três meses de 2016, afirma estudo realizado pela Federação das Indústrias do estado de São Paulo (Fiesp). O dado é da comparação com o mesmo período de 2015. Em 12 meses, o acumulado foi de queda de 8,4%.

Divulgado na sexta-feira (29) pela entidade, o estudo computa indicadores como vendas, salários, horas trabalhadas e utilização da capacidade instalada para a análise do nível de atividade. A maior influencia do desempenho do trimestre foi a queda de 17,6% no Total de Vendas Reais em março, seguido pelo indicador de Horas Trabalhadas na Produção, cujo recuo foi de 12,2% na comparação anual. Os salários reais no período sofreram um tombo de 14,1%. A utilização da capacidade instalada do setor produtivo paulista, que em março passado estava em 78,4%, estacionou em 75% em março de 2016.

A Fiesp manteve sua estimativa de queda de 5,3% no índice de atividade do setor para este ano. “O índice do primeiro trimestre está muito abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, que já foi horrível para a indústria. Mantemos a projeção que divulgamos em fevereiro. Um número ruim se considerarmos que em 2015 a queda foi de 6,2%”, afirmou Guilherme Moreira, gerente de pesquisa da entidade.
 


Capa
Página 2
  Página 3

Confissão de Delcídio faz Janot solicitar novos inquéritos ao STF

Procurador do MPF junto ao TCU diz que Dilma praticou “fraude fiscal” e “contabilidade destrutiva”

Um fantasma no Planalto

Lindbergh diz que na próxima vai dar uma cuspida em Caiado

Requião: saída para a crise é consultar os brasileiros

Página 4 Página 5

“Povo quer votar”, conclamam CGTB e Conlutas no 1º de Maio

Cut faz 1º de Maio com Dilma dos cortes e do desemprego

“Trabalhadores não suportam mais tantos juros e tanta falta de perspectivas”, diz Força Sindical

Por telegrama, GM demite 300 que estavam afastados e Sindicato denuncia na Justiça

Governo do Rio Grande e do Amapá voltam a parcelar salários de servidor

Médicos e funcionários exigem novas contratações no HU-USP

ESPORTES

Página 6

França, 1o de Maio: trabalhadores rechaçam a traição de Hollande 

Trabalhadores ingleses exigem saída de Cameron e defendem serviços públicos

Centrais espanholas rechaçam governo de arrocho e miséria

Rússia: comunistas destacam feitos do socialismo e no evento oficial trabalhadores exigem avanços

Raul comanda marcha com centenas de milhares de cubanos

Centrais argentinas repudiam o desmonte da economia, perdas e desemprego causados por Macri

Desmantelo neoliberal de Nieto é condenado nas ruas do México

Federação de Sindicatos sírios saúda o ‘dia de solidariedade’ e afirma que patriotas vencerão terroristas invasores

Página 7

Derrubada no investimento joga o PIB dos EUA no chão

1º de Maio: trabalhadores de NY, Seattle e LA vão às ruas por emprego e contra racismo

Filipinos exigem direitos trabalhistas, o fim do arrocho salarial e combate ao desemprego

Porto Rico anuncia moratória: ‘as necessidades do povo acima de tudo’

Coreanos do Sul repudiam ataques a direitos trabalhistas

Polícia do sultão Erdogan assassina trabalhador ao reprimir Ato do 1º de Maio

Página 8

Fernando Siqueira: “diretoria da Petrobrás sabota a companhia”