Raul comanda marcha com centenas de milhares de cubanos em Havana

À frente de 600 mil trabalhadores, o presidente cubano Raul Castro liderou a tradicional marcha do Primeiro de Maio em Havana. Entoando palavras de ordem e erguendo faixas e cartazes em apoio à revolução e ao socialismo, os manifestantes ocuparam a Praça da Revolução, reafirmando sua combatividade e determinação.

"Esta também é uma jornada para denunciar as manobras dirigidas a debilitar os processos de integração regional da nossa América", declarou Ulises Guilarte, secretário-geral da Central de Trabalhadores de Cuba (CTC). Ele também destacou  os avanços alcançados nas políticas sociais no seu país e nos demais da região. Presente no desfile da capital, Ulises reafirmou o respaldo da classe operária às decisões do Congresso recém realizado do Partido Comunista de Cuba (PCC), do qual é membro do Burô Político.

Os 400 mil manifestantes de Vila Clara e os 140 mil de Santa Clara também defenderam as medidas tomadas pelo governo, condenaram o criminoso bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos desde 1962 e exigiram a imediata devolução do “território ilegalmente ocupado pela base naval de Guantánamo”, no oriente da Ilha caribenha. 


Capa
Página 2
  Página 3

Confissão de Delcídio faz Janot solicitar novos inquéritos ao STF

Procurador do MPF junto ao TCU diz que Dilma praticou “fraude fiscal” e “contabilidade destrutiva”

Um fantasma no Planalto

Lindbergh diz que na próxima vai dar uma cuspida em Caiado

Requião: saída para a crise é consultar os brasileiros

Página 4 Página 5

“Povo quer votar”, conclamam CGTB e Conlutas no 1º de Maio

Cut faz 1º de Maio com Dilma dos cortes e do desemprego

“Trabalhadores não suportam mais tantos juros e tanta falta de perspectivas”, diz Força Sindical

Por telegrama, GM demite 300 que estavam afastados e Sindicato denuncia na Justiça

Governo do Rio Grande e do Amapá voltam a parcelar salários de servidor

Médicos e funcionários exigem novas contratações no HU-USP

ESPORTES

Página 6

França, 1o de Maio: trabalhadores rechaçam a traição de Hollande 

Trabalhadores ingleses exigem saída de Cameron e defendem serviços públicos

Centrais espanholas rechaçam governo de arrocho e miséria

Rússia: comunistas destacam feitos do socialismo e no evento oficial trabalhadores exigem avanços

Raul comanda marcha com centenas de milhares de cubanos

Centrais argentinas repudiam o desmonte da economia, perdas e desemprego causados por Macri

Desmantelo neoliberal de Nieto é condenado nas ruas do México

Federação de Sindicatos sírios saúda o ‘dia de solidariedade’ e afirma que patriotas vencerão terroristas invasores

Página 7

Derrubada no investimento joga o PIB dos EUA no chão

1º de Maio: trabalhadores de NY, Seattle e LA vão às ruas por emprego e contra racismo

Filipinos exigem direitos trabalhistas, o fim do arrocho salarial e combate ao desemprego

Porto Rico anuncia moratória: ‘as necessidades do povo acima de tudo’

Coreanos do Sul repudiam ataques a direitos trabalhistas

Polícia do sultão Erdogan assassina trabalhador ao reprimir Ato do 1º de Maio

Página 8

Fernando Siqueira: “diretoria da Petrobrás sabota a companhia”