Moro manda bloquear até R$ 10 milhões, mas dinheiro sumiu das contas de Mantega

O juiz Sérgio Moro mandou bloquear até R$ 10 milhões das contas do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e de outros envolvidos nas investigações de fraudes na Petrobrás. No entanto, só foram encontrados R$ 4.447,55 na conta do ex-ministro. Mantega foi alvo da 34ª fase da Operação lava Jato, deflagrada na quinta-feira (22). Eike Batista informou em recente depoimento à Justiça que Mantega exigiu R$ 5 milhões em propina para que sua empresa ganhasse uma licitação fraudulenta para a construção de duas plataformas de exploração de petróleo na camada do pré-sal, as chamadas Floating Storage Offloanding (FSPO´s).

Segundo a PF, as empresas Mendes Júnior e OSX - da qual Eike era presidente do Conselho de Administração - se associaram na forma de consórcio para obter os contratos de construção das duas plataformas, mesmo sem possuir experiência, estrutura ou preparo para tanto. O valor do contrato foi de US$ 922 milhões, de acordo com os investigadores. Moro mandou soltar Mantega porque a mulher do ex-ministro estava sendo submetida a uma cirurgia no momento exato em que eram processadas as prisões dele e dos outros envolvidos.

Na operação realizada na segunda-feira (27) e que teve como alvo outro ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, a Polícia Federal afirma que Mantega sucedeu Palocci na coordenação da propina ao PT. A PF associa a Guido Mantega o codinome "Pós Itália", acompanhado de uma cifra de R$ 50 milhões. Das duas uma, ou Guido Mantega já passou adiante há muito tempo o dinheiro que recebeu ilegalmente da OSX de Eike ou simplesmente tirou da conta e escondeu para ludibriar a Justiça. O fato é que esse dinheiro que foi encontrado na conta é muito pouco para quem foi Ministro da Fazenda do governo Lula e chefe da Casa Civil do governo Dilma.

Como dissemos acima, na investigação da semana passada, Mantega é acusado de ser responsável por cobrar de Eike Batista o pagamento de R$ 5 milhões para o pagamento de dívidas de campanha do PT. "Não importa se tais valores, nas contas bancárias, foram misturados com valores de procedência lícita. O sequestro e confisco podem atingir tais ativos até o montante dos ganhos ilícitos. Considerando os valores da propina paga, resolvo decretar o bloqueio das contas dos investigados até o montante de dez milhões de reais", escreveu Moro. Além do ex-ministro, outros sete investigados tiveram seus ativos financeiros bloqueados.

SÉRGIO CRUZ

 
 
Capa
Página 2
Página 3

Moro: Há provas do esquema de propina Odebrecht-Palocci

Moro manda bloquear até R$ 10 milhões, mas dinheiro sumiu das contas de Mantega

Ministro da Justiça antecipa Operação da PF e Michel Temer não o demite

Lava Jato identifica pagamento de propina na linha 2 do Metrô de São Paulo e EMTU

Teori Zavascki dá andamento à apuração da delação de Sérgio Machado que cita Michel Temer

Lula poupa Eike de críticas durante entrevista no Recife

PF corrige informação: a sigla “JD” não se refere a José Dirceu

Página 4 Página 5

Centrais ocupam ruas contra ataques à Previdência e à CLT

Governo quer exigir mais 10 anos de contribuição  além da idade mínima de 65 anos para aposentar

Metalúrgicos da Volvo rejeitam proposta de reajuste que prevê metade na inflação e exigem negociação

Motoristas do Uber podem ir à Justiça para garantir direitos

Petroleiros dizem ‘não’ a plano de Parente e podem paralisar

ESPORTES

PUBLICIDADE

Página 6

Rússia no CS da ONU: “EUA apoia terroristas da Al Nusra”

Pentágono confirma que Estados Unidos  despacha armamento para terroristas do bando Al Nusra “através de aliados”

FARC assinam acordo de paz com o governo

Líder da campanha pelo ‘Sim’ ao acordo de paz saúda fim do conflito de 52 anos na Colômbia

Dois anos após ‘desaparecimento’ dos 43 estudantes de Ayotzinapa mexicanos marcham por justiça

Operação da Barrick Gold em mina de ouro na Argentina é suspensa após o vazamento de cianeto

Pemex cede a exigência de multis e demite milhares de trabalhadores apenas por serem sindicalizados

 

 

Página 7

Campeões de rejeição Trump e Hillary se atracam no 1º debate

A rota falando do esfarrapado

Não à chacina do negro desarmado Keith Scott: Charlotte não recua e barra toque de recolher

    Revista descarta bailout e ações do Deutsche derretem mais 7,5%

    Fracassa a tentativa das viúvas do poodle Blair de retomar controle dos trabalhistas e Corbyn é reeleito


    Partidos dos EUA e da Coreia do Sul repelem sistema antimíssil THAAD

    “Porto Rico é país ocupado, não um estado livre associado”, afirmam líderes independentistas


   
 China inaugura maior telescópio do mundo: 500 metros de diâmetro



  
 

Página 8

A revolta dos escravos e o fim do Império - (14)