Temer escancara maior reserva de ouro do Brasil para os estrangeiros

Uma portaria publicada na edição do dia 7 de abril do Diário Oficial da União escancara uma imensa área da Amazônia rica em ouro para os monopólios estrangeiros. Editada pelo Ministério de Minas e Energia de Michel Temer, a portaria indica a extinção da Reserva Nacional de Cobre e Associados (RENCA) criada em 1984.

A reserva localizada em área de 46 mil quilômetros quadrados de floresta entre os Estados do Amapá e do Pará é rica, sobretudo, em ouro, mas também tântalo, minério de ferro, níquel, manganês e outros. A mineração na área de proteção é proibida há mais de 30 anos e várias aldeias indígenas foram assentadas na região.

Segundo a portaria do ministério, “a extinção da RENCA viabilizará o acesso ao potencial mineral existente na Região e estimulará o desenvolvimento econômico dos Estados envolvidos”. Na prática, isso significa que um imenso patrimônio natural nacional passará a produzir riqueza para poucas e grandes empresas.

Vitor Bicca, que dirige o Departamento Nacional de Produção Mineral, afirmou que a área pode ser tão representativa quanto Carajás é para o minério de ferro. “Acreditamos que nessa área possa ser desenvolvido um projeto ímpar no mundo, com uma gigantesca atratividade para ouro”, disse.

A expectativa do governo é que leilões de áreas comecem a ocorrer ainda esse ano e o grande número de requerimentos para exploração da reserva pelas mineradoras é um indicativo de “sucesso” dos leilões.

Além da extinção da reserva, o governo de Temer apresentou uma série de medidas para facilitar a exploração das nossas riquezas por empresas privadas, como a autorização para atividades de mineração em zonas de fronteira e a criação da agência nacional de mineração, para atender os interesses das mineradoras. 


 

 

Capa
Página 2
Página 3

Temer mentiu: agendou reunião da propina com grupo Odebrecht

Reforma política dos ladrões é para manter o roubo

Cunha distribuiu R$ 50 milhões da Odebrecht para Jucá, Chinaglia, Mabel e outros aliados

Para Gleisi, não é o roubo mas a Lava Jato o perigo

Referências eram “sítio de Lula”, diz Odebrecht

Juiz Sérgio Moro aceita as 87 testemunhas desde que seja com a presença de Lula

PHA: Lula com Odebrecht é errado

Página 4 Página 5

Anfip e fórum dos servidores aderem à greve geral dia 28

Policiais civis da Bahia param dia 28 contra reforma da Previdência

Metrô de São Paulo tentará sabotar greve geral substituindo funcionários, denuncia Sindicato

“Regra de transição que governo quer impor é injusta e inconstitucional”, afirmam Juízes e Ministério Público

CSP-Conlutas: “Não podemos aceitar que uma corja de bandidos sem moral ameace os nossos direitos”

Reforma trabalhista acaba com salário fixo e coloca em riscos direitos básicos

ESPORTES - Vasco vence Botafogo e conquista a Taça Rio

Página 6

Presos palestinos iniciam greve de fome contra prisões da ocupação

Chilenos rechaçam ‘reforma’ faz de conta de Bachelet que mantém previdência privada

Presidencialismo sultânico vence na Turquia por estreita margem

Ex-ministros do governo Chávez denunciam ruptura constitucional na Venezuela

Pós-Otan: ONU denuncia o comércio de escravos na Líbia

Página 7

Professor do MIT denuncia: laudo de Trump sobre sarin na Síria “é falso”

Porta-voz russo: ninguém solicitou antídotos na área do ‘ataque’ químico

Terroristas explodem carro-bomba na Síria e matam 125 civis, entre os quais 60 crianças


Chomsky: “PT não pôde manter as mãos fora da caixa registradora e se uniu à elite mais corrupta”

Economia chinesa cresceu 6,9% no 1º trimestre

Documento secreto dos EUA confirma que a invasão do Panamá em 1989 foi mesmo por controle do Canal

Lavrov alerta para que EUA não repita contra a RPDC o que fez na Síria

MOAB destruiu no Afeganistão instalações construídas pela CIA

Página 8

Nelson Werneck Sodré: a obra de José de Alencar na História - (3)

Publicidade