Divulgação

Produção industrial paulista cai 7 semestres consecutivos, diz IBGE

Setor opera 21,9% abaixo do pico de produção atingido em março de 2011

A produção industrial paulista teve um recuo de 0,1% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado, quando caiu 8,6%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ou seja, a comparação se dá sobre uma base bastante deprimida. “São sete semestres consecutivos de quedas para São Paulo. É preciso esperar novos avanços antes de falar numa recuperação mais consistente e mais disseminada entre as atividades da indústria paulista”, avaliou o analista da Coordenação de Indústria do IBGE, Rodrigo Lobo.

Em junho, indústria paulista teve uma variação de 0,8% em relação ao mês anterior e acumula crescimento de 4,5% nos últimos três meses. Lobo, no entanto, relativizou o resultado. “A gente vê uma retomada nos últimos três meses muito focada em algumas atividades industriais, como a produção da indústria alimentícia, calcada na cana de açúcar em maio e junho, e de veículos automotores, por conta da maior produção de automóveis em maio. E na comparação com o mesmo período do ano anterior, esse segundo mês de crescimento consecutivo é devido a uma base de comparação muito baixa”, observou Lobo.
Mesmo com os dados recentes, a indústria de São Paulo ainda opera 21,9% abaixo do pico de produção atingido em março de 2011. O índice de difusão, que registra o percentual de produtos que tiveram crescimento na produção, ficou em 48,9% em junho. “Ainda é menos da metade dos produtos com aumento na produção”, ponderou o economista do IBGE.

Entre as 18 atividades industriais pesquisadas, nove registraram crescimento na produção em junho ante o mesmo mês do ano passado, como produtos alimentícios (18,7%), veículos automotores (14,5%) e máquinas e equipamentos (11,1%).

Apesar de a produção industrial total ter registrado um resultado positivo (0,5%) no primeiro semestre o economista do IBGE ressaltou que não é possível estimar que a produção industrial vai ter crescimento este ano: “A gente tem uma base de comparação muito baixa. Depois de três anos seguidos de queda, o resultado [0,5%] é positivo, mas não o suficiente para dizermos que o país vai fechar o ano com a recuperação da indústria”.

No mês de junho, a produção (física) da indústria brasileira ficou estagnada com zro de crescimento em relação a maio, segundo o IBGE.

Para o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (IEDI), “se a morosidade da reação da indústria paulista ainda preocupa, porque restringe o desempenho da indústria nacional, ela não é o único aspecto desfavorável da trajetória recente. Não é um bom sinal que a desaceleração da indústria total do primeiro para o segundo trimestre de 2017 [de 1,0% para 0,2%] também tenha sido generalizada em termos regionais, atingindo 11 das 15 localidades”.

INVESTIMENTOS

O maior juro real do mundo e o corte de investimentos públicos derrubaram a atividade industrial, fazendo explodir o desemprego, que chegou a 13% em junho, atingindo 13,5 milhões de pessoas, de acordo com o IBGE. Fora os subempregados.

No ano passado, os investimentos chegaram a mero 0,66% do Produto Interno Bruto (PIB). Nos primeiros cinco meses deste ano caíram para 0,39%.  

Já o investimento geral – formação bruta de capital fixo (FBCF), que também inclui o investimento privado – está caindo há 12 trimestres. A taxa de investimento (FBCF/PIB%) no primeiro trimestre de 2017 foi de apenas 15,6%, o que representa uma queda de 24,6% desde o primeiro trimestre de 2011. Uma brutal redução dos investimentos inviabiliza um processo de retomada do crescimento.

Para transferir mais recursos públicos para os bancos, além do corte de investimentos, Meirelles quer aumentar vários impostos para o próximo ano, apesar de ter recuado no aumento da alíquota do Imposto de Renda da Pessoa Física.

Em entrevista, Meirelles saiu-se com uma pérola: a “retomada do crescimento” ainda não foi percebida pela maior parte da população “porque o desemprego continua muito elevado e atividade saindo de um nível baixo”. Como se o desemprego não fosse reflexo da recessão que vive o país.

VALDO ALBUQUERQUE



 

 

 


 




 


 


Capa
Página 2
Página 3

PT, PMDB e PSDB legalizam a propina com fundo de R$ 3,6 bi

Pré-presidiário ouve vaias e “Fora Temer”

Temer copia Lula e ataca o procurador-geral

Temer e futura procuradora se reúnem escondidos

Presidenta do PT depõe dia 28 no STF

Turma do TRF-4 decide manter Vaccari preso

STF homologa confissão de Pedro Corrêa, do PP

Podemos defende a Lava Jato em programa na TV

Página 4 Página 5

Servidor convoca mobilização contra ataque ao setor público

COBAP: aposentados do nordeste vão às ruas contra assalto às aposentadorias

São Paulo: assembleias nas fábricas aprovam campanha de resistência à “reforma trabalhista”

Confederação Brasileira dos Policiais Civis reafirma: ‘Somos totalmente contrários à reforma da Previdência’

Mudança na CLT coloca em risco 13º e pode levar à redução salarial, denunciam Estivadores de Santos

Revogar a inconstitucional e fraudulenta reforma trabalhista - Gabriel Pereira

EDITAL - Libertadores: Grêmio vence e avança às quartas de final

 

 

Página 6

UE constrói campos de concentração para refugiados na devastada Líbia

ONU: 20 milhões atingidos pela fome em guerras no Iêmen, Sudão do Sul e Somália

Governo venezuelano prende ex-dirigente do PSUV que denunciou corrupção na PDVSA

Constituinte: apego ao poder e riscos para a Venezuela

Crescimento da Bolívia, cerca de 5% ao ano, por 8 anos inclui a duplicação da demanda de energia elétrica

Israel ameaça fechar escritório da rede Al Jazeera e banir jornalistas

EUA desdenha solicitação do governo japonês para que suspenda voos militares sobre a ilha de Okinawa s

 

Página 7

 Tropas norte-americanas e mercenários invadem Iêmen com tropas e mercenários

      Dispara número de mortes de migrantes na fronteira México-EUA: 50 só em julho

      Governo sírio lembra à ONU que EUA opera de forma ilegal no país e cobra sua retirada

      Enquanto derrete o apoio popular a Macron, Parlamento avaliza desmonte da CLT francesa

     Pesquisa apura que uma em cada seis crianças nos EUA tem seus estudos prejudicados devido à fome


     Trump ameaça a Coreia Popular com “fogo e fúria como nunca se viu antes”, dois dias após os 72 anos de Hiroshima


 

Página 8

“O triplex não é meu” ou as provas que Lula garante que não existem (8)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FV-  '\Q2 DC ZVBNM