Decreto dilmista libera recursos se parlamentares aprovarem maquiagem da meta do superávit primário

Dilma Rousseff assinou na sexta-feira (28) o decreto 8.367/2014 que aumenta de R$ 7,8 bilhões para R$ 10,032 bilhões os recursos disponíveis para gastos de vários ministérios este ano.

Só que os parlamentares só terão acesso a esses novos recursos se o PLN 36 de 2014 for aprovado. Isso mesmo, a utilização desses bilhões ficam "condicionadas à publicação da lei resultante da aprovação do PLN 36 de 2014", o projeto que retira da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014 o teto de abatimento da meta de superávit, originalmente estabelecida em R$ 116,1 bilhões. A regra atual diz que o governo pode abater até R$ 67 bilhões da meta.

O oferecimento de R$ 2,2 bilhões para aprovar o projeto do governo é uma operação inédita no país. O governo libera verbas se o projeto governista for aprovado. Uma compra de votos escancarada, estampada num decreto assinado pela presidenta.


Capa
Página 2
Página 3

Empresas inidôneas irrigaram campanhas de Dilma e Aécio

Lei do indexador que reduz dívidas de estados e municípios é sancionada após uma longa luta 

Governo sofre revés e PL que altera meta de superávit primário não é votado no Congresso

Felipe, novo presidente da Aepet: “Punição exemplar para corruptos do cartel que lesou a Petrobrás”

TCU achou sobrepreço de R$ 1,1 bi em outras obras das empreiteiras envolvidas no assalto à Petrobrás

Para deputado, nada justifica “a porta-voz do latifúndio no Ministério da Agricultura”

Página 4 Página 5

“Nova equipe econômica de Dilma é mais arrocho e menos emprego”

Governo e CUT articulam redução de salários para conter crise econômica

Volkswagen propõe reajuste zero por dois anos em fábrica de São Bernardo

Maior expectativa de vida faz tempo de contribuição para aposentadoria subir

Governo de São Paulo propõe aumento de 11,75% para o piso salarial regional

Lojas Renner é multada por manter funcionários escravos

CARTAS

Página 6

Brado de “Fora Rajoy” ecoa nas ruas de toda a Espanha

Avó da Praça Maio no México em solidariedade a familiares dos estudantes sequestrados

Trabalhadores belgas param contra arrocho

Latino-americanos se despedem do criador de Chaves

Estado-Nação judeu e a oficialização do apartheid por Bibi Netaniahu (II)

Total: petróleo e gás da cor de sangue (II)

"No México governo e narcotráfico são a mesma coisa" diz jornalista

 

 

 

Página 7

 EUA: Estudantes nas ruas contra impunidade e a política de gueto

    Tabaré Vázquez é eleito no 2º turno presidente do Uruguai

 China manda deputados ingleses se roçar nas ostras e nega visto de entrada em Hong Kong

    Snowden recebe homenagem na Suécia por revelar espionagem dos EUA contra o mundo

    Bagdá: governo títere admite que seu exército tem 50 mil “fantasmas”

    De Michael Brown a Assata Shakur: a continuidade do estado racista americano


   

  

Página 8

Monteiro Lobato e o movimento editorial: livros, livros, livros (3)

Publicidade