Manifestação em Tóquio repudia presença
das bases militares dos EUA em Okinawa

 

   Milhares de pessoas ocuparam as ruas da capital japonesa, Tóquio, no domingo (22), para repudiar a política do premiê Shinzo Abe para relocalizar as bases militares norte-americanas dentro de Okinawa e sua decisão sobre o reinício de operação dos reatores nucleares.

  A manifestação pacífica, que foi organizada por grupos civis opositores, se realizou no momento em que se preparam as eleições regionais do próximo mês.

  Incentivado pela firme rejeição popular, o governo da prefeitura japonesa de Okinawa determinou na segunda-feira (23) a suspensão das obras de realocação de uma rejeitada base militar dos Estados Unidos na região, enfrentando o Executivo central, que dirigia esses trabalhos.

  A decisão foi anunciada pelo novo governador de Okinawa, Takeshi Onaga, que chegou ao poder em novembro após uma campanha focada na rejeição à presença americana nessa ilha.

  A medida foi criticada pelo Executivo japonês, que assinou com Washington um acordo para transferir a base dentro da ilha principal de Okinawa em 1996, embora desde então o projeto se encontra paralisado pela forte oposição dos políticos e da população local.

  A prefeitura de Okinawa ordenou a suspensão das perfurações submarinas realizadas pelo Ministério Defesa janponês no litoral para preparar o terreno onde será construída a nova base dos EUA, com o argumento de que essas obras danificaram os recifes de coral da região. A população apoiou.


Capa
Página 2
Página 3

CNT: 83,2% querem realização de manifestações contra o governo

Corruptos não querem mais partidos

Com o pacote neoliberal, o governo usa gasolina para apagar fogo, denuncia PPL

PPL: Plataforma de Lutas

As multidões que foram às ruas têm razão, afirma Ciro

FHC elogia Levy e diz que a política de Dilma não é diferente da do PSDB

João Vaccari agora é réu, decide juiz Sérgio Moro

Página 4 Página 5

Governo nega aumento a servidor e diz que meta é arrochar salário

Centrais fazem ato nacional dia 30 contra MPs 664 e 665

40 mil professores ocupam a Paulista em assembleia e ampliam greve por reajuste

Fábricas da GM e Mercedes Benz abrem mais um plano de demissão em massa em São Paulo

Trabalhadores da limpeza urbana iniciam paralisação em 130 cidades da Grande São Paulo: reivindicação é 11,73%

Após 10 dias de greve, garis do Rio conquistam 8% de reajuste

CARTAS

Página 6

Planalto promete: "o corte no orçamento não será pequeno"

Ministro da Indústria trabalha para elevar déficit comercial do Brasil com os EUA

Focus prevê que PIB será menor ainda e a inflação deve chegar a 9,3% em 2015

AEPET considera ‘absurda privatização’ ideia de Bendine de fatiar a Petrobrás para vender ativos

Após abiscoitar pré-sal, Total quer burlar lei que garante conteúdo local em plataformas

Venezuela: campanha pelo fim do decreto/ameaça dos EUA já tem mais de um milhão de assinaturas

Médicos voltam a Cuba após participarem de jornada contra o ebola

ONU condena Israel por violar direitos humanos na Palestina

 

Página 7 [ModelosNovaEdicao/P27/pag7indice.htm]Página 8

O Duque de Caxias pelo general Werneck Sodré