Economia da Argentina cresce 5,1% no semestre

A atividade econômica argentina registrou crescimento de 5,1% no primeiro semestre, tendo avançado 6,4% no mês de junho em comparação com igual período de 2013. Os principais responsáveis pelos índices positivos foram a agricultura, a indústria automotiva e a construção civil. O estímulo do Estado foi outro elemento decisivo para a economia do país vizinho ter recuperado seu dinamismo, após a desaceleração de 2012.  

Do ponto de vista da iniciativa estatal, entre as medidas responsáveis pelo aquecimento econômico encontram-se a injeção de 6,5 bilhões de pesos (R$ 2,78 bilhões) no financiamento à construção de moradias e projetos urbanísticos. Conforme estimativas do Ministério da Economia, 70% do crescimento do consumo de cimento neste ano se deveu a esta iniciativa. Foram iniciadas as construções de 66 mil unidades residenciais.

O incremento de 1,8 bilhão de pesos na contribuição universal por filho e na bolsa de auxílio às famílias, conforme o jornal Página 12, foi bastante relevante, uma vez que em 2013 o investimento em transferências sociais (como o auxílio-maternidade e pensões) ultrapassará os 45 bilhões de pesos (R$ 19,25 bilhões), um crescimento de 31% em relação ao ano passado.

Também se elevou a transferência de recursos aos Estados e municípios em R$ 1,4 bilhão. Parte importante vai para obras de infraestrutura.

Com medidas que elevaram a capacidade de consumo das famílias, as vendas de produtos em supermercados cresceram 27,2% em junho com relação a igual mês do ano de 2012.

No que diz respeito à infraestrutura, houve um incremento em termos de obras viárias da ordem de 4,9%.

A colheita registrou elevação de 16% em relação ao ano passado com um recorde de 105 milhões de toneladas.


Capa
Página 2
Página 3

Espionagem dos EUA: Brasil repudia sequestro de David

Sindicato dos Jornalistas repudia “agressões de grupelhos fascistas nos protestos do Rio”

Para Dilma, é o fator previdenciário, e não as desonerações, que prejudica a Previdência

PPL divulga a mobilização das centrais no dia 30 e quer a mudança da política econômica

Tarso: “resolver a dívida interessa ao país, e não só ao Rio Grande do Sul”

Juízes e OAB apoiam ministro Lewandowski e condenam mais uma prepotência de Barbosa

Página 4 Página 5 Página 6

O favorecimento explícito e ilegal às multinacionais no leilão do pré-sal

Página 7 Página 8

25 policiais assassinados em massacre no Egito

Colombianos em greve exigem investimento em saúde e educação

Líder do Líbano condena atentado por terroristas sírios em Beirute

Egípcios lançam movimento contra ingerência dos EUA

Economia da Argentina cresce 5,1% no semestre

Equador: Chevron terá a resposta que merece